}); PORTAL ORÓS: Mistério: Agricultora volta a chorar sangue

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Mistério: Agricultora volta a chorar sangue


Caririaçu. As lágrimas de sangue voltam a descer pelo rosto da agricultora Quitéria Calixto de Lima, de 41 anos, em Caririaçu. A doença misteriosa volta depois de pouco mais de um ano, dessa vez não deixando a mulher enxergar pelo olho direito. Ela diz que agora está nas mãos de Deus.

Hoje pela manhã, às 8 horas, a agricultora tem consulta marcada com o oftalmologista Luiz Soares, em Juazeiro do Norte. Há seis dias que voltou a sentir fortes dores na cabeça e no olho.

A consulta foi conseguida com a ajuda de amigos. Em Caririaçu, segundo o radialista Pedro de Abílio, que tem acompanhado o caso, não tem médicos com essa especialidade. Ano passado, depois do problema ter chamado a atenção dos meios de comunicação, ela conseguiu ajuda da Secretaria de Saúde local para ir até Fortaleza.

Na capital, poderia ter feito o tratamento, mas desistiu, após alguns exames, por não ter uma companhia para ficar com ela. Quando esteve em Fortaleza nos dias 18 e 19 de fevereiro do ano passado o oftalmologista Heron Moreira diagnosticou a doença como sendo hemolacria (chorar sangue) e ofereceu tratamento gratuito na Clínica Nossa Senhora de Nazaré.

Oportunidade
Na primeira oportunidade que teve de viajar à capital ela terminou não viajando. Após ser convencida pelos técnicos da saúde e a família, decidiu então viajar para o tratamento. "O que sinto mesmo é muita dor", diz ela, que não tem dormido e mal se alimenta.

O médico recomendou que deixasse o cigarro, mas ela diz estar muito aflita e preocupada com sua situação. Ontem, Quitéria disse que estava com uma corda para se matar e não consumou o ato, porque sua mãe apareceu na hora.

Diário do Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário