}); PORTAL ORÓS: TRAVESTI É BALEADA DENTRO DE CASA

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

TRAVESTI É BALEADA DENTRO DE CASA

Uma travesti foi baleada nesta quinta-feira, 3, dentro de sua própria casa, situada na rua Marieta Barreira, no bairro Sabiaguaba. De acordo com informações do 26º Distrito Policial, coletadas pelos depoimentos dos familiares da vítima, pelo menos dois homens entraram na residência onde a travesti morava para tentar assassiná-la.

Para tentar evitar o crime, familiares da vítima teriam entrado em luta corporal contra os suspeitos. São estudadas duas linhas de investigação para o caso: homofobia ou disputa / rivalidade entre grupos criminosos da região. A unidade de saúde onde a vítima foi encaminhada e seu estado de saúde não foram divulgados. Até o momento, nenhum dos suspeitos foi preso.

Este é pelo menos o sexto caso de violência contra travestis no Ceará registrado pelo O POVO, em 2017. O último caso de violência contra travestis aconteceu em Maracanaú, na última segunda-feira, 31 de julho.

A violência contra travestis repercutiu no primeiro semestre por causa dos vídeos do assassinato de Dandara dos Santos. Ela foi espancada até a morte em 15 de fevereiro. Hérica Izidório foi espancada em jogada em um viaduto da José Bastos em 17 de fevereiro, chegou a ser hospitalizada, mas não resistiu aos ferimentos. Ketlin foi morta a facadas em Juazeiro do Norte, no último dia 13 de maio. Em 2 de julho, Rayane foi morta em Horizonte.

Transexuais assassinados no Ceará

31/7 – Gaby Sousa, 21 anos – Assassinada a tiros em Maracanaú

2/7 – Rayane, 35 anos. Assassinada com 15 tiros em Horizonte

2/ 7 – Larissa. Assassinada com 5 tiros no Vicente Pinzón

25/6 – Salomé Bracho, 25 anos. Assassinada a tiros por dois homens em São Luís do Curu

15/6 – Julhão Petruk, 20 anos. Homem trans assassinado com tiros no rosto no bairro Autran Nunes

15/5 – Ketlin, 31 anos. Encontrada morta a facadas em Juazeiro do Norte

9/5 – Jennifer Holanda. Assassinada a tiros em Itaitinga

27/4 – Pinha Priscila. Assassinada por espancamento no Conjunto José Walter

12/4 – Hérika Izidoro. Morreu dois meses depois de ser espancada e atirada de um viaduto na avenida José Bastos.

15/2 – Dandara dos Santos, 42 anos. Assassinada após espancamento no bairro Bom Jardim

30/1 – Paola Oliveira, 30 anos. Encontrada morta em Russas, com marcas de espancamento.


(O POVO Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário