}); PORTAL ORÓS: CASEIRO ACUSADO DE MATAR A MENINA RAKELLY SERÁ JULGADO PELO TRIBUNAL DO JÚRI EM NOVEMBRO NO CEARÁ

terça-feira, 26 de setembro de 2017

CASEIRO ACUSADO DE MATAR A MENINA RAKELLY SERÁ JULGADO PELO TRIBUNAL DO JÚRI EM NOVEMBRO NO CEARÁ


O caseiro acusado de assassinar a menina Rakelly Matias Alves, de 8 anos, será julgado por um júri popular no dia 23 de novembro, às 9 horas, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A decisão foi do juiz Edísio Meira Tejo Neto, da Vara Única da Comarca de Itaitinga. A menina Rakelly foi encontrada morta no dia 24 de setembro de 2016, dentro de uma cacimba no sítio em que morava. Ela estava desaparecida desde o dia 21.

O caseiro foi preso em flagrante no mesmo dia em que o corpo foi encontrado e confessou a autoria do crime. No dia 27, José Leonardo de Vasconcelos Graciano teve a prisão em flagrante convertida para preventiva e segue preso desde então.

Segundo a delegada Socorro Portela, responsável pela investigação do caso, a menina foi sufocada e abusada sexualmente. Na ocasião, a criança gritou e pediu para o homem parar. "Ele disse que matou para esconder, porque não tinha como esconder aquilo e aquele abuso. Ele falou que tinha amordaçado a criança. A criança gritou, mas ele falou que não foi muito alto. Ela pediu para ele parar, chorou e tentou sair daquela situação".

O caseiro vai ser julgado por homicídio com cinco qualificadoras (motivo torpe, crueldade, impossibilidade de defesa, para assegurar a impunidade quanto a crime anterior e feminicídio), estupro de vulnerável, vilipêndio de cadáver e ocultação do cadáver. Se condenado, poderá ser punido com até 43 anos de prisão.

Por: G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário