}); PORTAL ORÓS: CESTA BÁSICA TEM DEFLAÇÃO DE 2,83% NO MÊS DE AGOSTO, SEGUNDO DIEESE

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

CESTA BÁSICA TEM DEFLAÇÃO DE 2,83% NO MÊS DE AGOSTO, SEGUNDO DIEESE


Em agosto de 2017, o conjunto dos 12 produtos que compõem a Cesta Básica de Fortaleza registrou deflação de -2,83%. A queda no preço da cesta básica na capital cearense foi influenciada, principalmente, pelo feijão (-18,48%), o tomate (-10,61%), o açúcar (-4,64%) e a banana (-1,76%). Os únicos produtos que apresentaram elevação no preço foram o pão (1,04%) e a carne (0,71%).

A redução nos preços de onze dos doze produtos da Cesta Básica fez com que um trabalhado tivesse que desembolsar R$ 389,35. O gasto com alimentação de uma família padrão (2 adultos e 2 crianças) foi de R$ 1.168,05. A pesquisa mensal da cesta básica foi divulgada nesta terça-feira (5) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo a pesquisa, as variações semestral e anual da Cesta Básica em Fortaleza, foram de -3,13% e -5,06%, respectivamente. Isto significa que a alimentação básica em agosto de 2017(R$ 389,35) está mais barata do que em fevereiro de 2017 (R$ 401,91) e mais barata que agosto de 2016 (R$ 410,91).

No semestre, dos produtos que compõem a Cesta Básica, os que sofreram maiores reduções nos preços, foram o feijão (-31,52%), o óleo (-15,82%), o açúcar (-14,15%) e a carne (-8,05%). Dos itens apresentaram aumento nos seus preços, destaca-se o tomate (16,67%), a manteiga (8,91%) e o pão (4,59%).


Nos últimos 12 meses, dos produtos que compõem a Cesta Básica, os que sofreram maiores reduções nos preços, foram o feijão (-60,88%), o açúcar (-10,70%), o leite (-9,15%); e a carne (-3,58%). Por outro lado, houve aumento nos seus preços da manteiga (19,70%), do tomate (13,18%), café (11,19%) e farinha (9,53%).

Por G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário