}); PORTAL ORÓS: MARCO ZERO: POLÍCIA FEDERAL DEFLAGA OPERAÇÃO SOBRE FRAUDES NA CAIXA ECONÔMICA, NO CEARÁ

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

MARCO ZERO: POLÍCIA FEDERAL DEFLAGA OPERAÇÃO SOBRE FRAUDES NA CAIXA ECONÔMICA, NO CEARÁ


A Superintendência Regional da Polícia Federal no Estado do Ceará deflagrou, nesat sexta-feira (15) a Operação “Marco Zero” e deve cumprir seis mandados de busca e apreensão expedidos pela 18ª Vara da Justiça Federal em Sobral/CE.

O objetivo da operação é identificar e destrinchar a conduta de integrantes de uma organização criminosa voltada à prática de fraudes contra a Caixa Econômica Federal (empréstimos fraudulentos). A ação, causou um prejuízo de R$ 3 milhões só no Ceará.

O grupo criminoso é formado por empregados públicos da Caixa Econômica Federal, empresários, contadores e pessoas físicas que figuram como sócios “laranjas” de empresas de fachadas criadas para obtenção de empréstimos fraudulentos ou destinatárias dos mesmos.

As investigações apontam que a organização criminosa agia inicialmente aliciando pessoas para integrar o quadro societário de empresas de fachada.

Na sequência, o grupo ocupava-se da elaboração da documentação falsa para instruir os pedidos de empréstimos. Posteriormente os servidores envolvidos manipulavam o processo de concessão, ignorando normas básicas de segurança, bem como se furtando do dever de verificar a documentação necessária, inclusive inserindo dados falsos nos sistemas corporativos da Caixa. Aprovada a concessão dos empréstimos, os valores eram sacados em espécie ou transferidos para terceiros (pessoas físicas e jurídicas), quando não eram destinados a maquiar a dívida originária, viabilizando a obtenção de novos empréstimos em quantias ainda mais elevadas.

As medidas judiciais cumpridas objetivam colher mais indícios sobre a participação de cada um dos membros da organização criminosa, bem como rastrear e recuperar o dano causado ao erário.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, uso de documento falso, peculato, corrupção ativa e passiva, crime financeiro, lavagem de dinheiro e organização criminosa.


O nome “OPERAÇÃO MARCO ZERO” é referente à cidade de Marco/CE, onde foram concedidos os empréstimos fraudulentos.

Por: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário