}); PORTAL ORÓS: ABASTECIMENTO DE ENERGIA É NORMALIZADO EM TODO O CEARÁ; LEIA TUDO SOBRE O APAGÃO NO PORTAL ORÓS.

quarta-feira, 21 de março de 2018

ABASTECIMENTO DE ENERGIA É NORMALIZADO EM TODO O CEARÁ; LEIA TUDO SOBRE O APAGÃO NO PORTAL ORÓS.


A população oroense recebeu a volta da energia com muitos gritos de alegria.


A operadora de energia elétrica Enel informou que o abastecimento em todo o Ceará foi normalizado às 20h54min desta quarta-feira, 21.O retorno da energia na região Nordeste tem sido mais lento, segundo informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Até as 20 horas, apenas 30% do Estado tinha energia. Às 20h40min, 70% do Estado tinha tido energia religada.

A falha começou às 15h48min em disjuntor na subestação Xingu, no Pará, segundo a ONS. O problema ocasionou desligamento automático de linhas de transmissão dos troncos de interligação Norte/Nordeste/Centro-Oeste, Tucuruí/Manaus, Tucuruí/Vila do Conde, Elo cc 800 kV Xingu/Estreito e da UTE Belo Monte, entre outros.

Houve interrupção do abastecimento de energia em todas as capitais do Norte e Nordeste.


Redação O POVO Online



Prazo para apuração das causas do apagão deve ser de 10 a 15 dias




A linha de transmissão Xingu-Estreito, onde ocorreu a falha no disjuntor que provocou o colapso no fornecimento de energia em 13 Estados do Norte e Nordeste, aguarda autorização para dobrar a carga de energia transportada, informou o Operador Nacional do Sistema (ONS). Atualmente, esse sistema tem autorização para operar de forma comercial com 2 mil MW de energia. No fim de semana, porém, os testes para operação com 4 mil MW foram concluídos com sucesso.
"A fase de teste havia sido concluída e íamos iniciar os procedimentos para começar a operação comercial (em carga máxima da linha)", disse o diretor geral da ONS, Luiz Eduardo Barata Ferreira.

Apuração

Em coletiva nesta quarta-feira, 21, o ONS informou que o prazo para apuração das causas que levaram ao colapso no fornecimento de energia em 13 Estados do Norte e Nordeste deve levar de 10 a 15 dias.

Além de apurar as causas da falha no disjuntor da linha de transmissão Xingu-Estreito, responsável pelo escoamento de toda a energia gerada pela Usina de Belo Monte, o ONS também irá apurar por que as usinas da região levaram mais tempo para recomposição do que o previsto.

"Essa é outra investigação que iremos fazer", disse o diretor geral da ONS, Luiz Eduardo Barata Ferreira.

O Operador, porém, descartou erro humano como causa da falha no disjuntor que provocou a queda do sistema. Segundo ele, as usinas da Região Norte tiveram que ser desligadas porque hoje produz mais energia do que consome e exporta para o Nordeste. Com a falha na transmissão, a sobra de energia foi de 4 mil MW.


Agência Estado



Padilha diz que linha transmissora de Belo Monte caiu e provocou apagão


O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta quarta-feira, 21, que o apagão registrado em algumas regiões do País nesta quarta-feira, 21, aconteceu devido a uma queda da linha de transmissão de Belo Monte, mas que o problema já estaria sendo solucionado.

"Tivemos a informação que caiu uma linha transmissora de Belo Monte e se cai a linha de transmissão, para onde era transmitida a energia, há apagão. E esse apagão é devido a isso", disse.

Segundo Padilha, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, deixou antes a reunião do Conselhão, que acontecia no palácio do Planalto, para verificar as soluções do problema. "O ministro saiu da reunião para que pudesse comandar o trabalho de recuperação para restabelecer a conexão da linha", disse.

Apesar disso, nesta tarde, depois de estar no Planalto, Coelho Filho participou de cerimônia de filiação ao MDB, na sede do partido no Congresso.

Ao ser questionado se havia um prazo para que a energia fosse estabelecida, Padilha disse que não. "Ontem era melhor que hoje e agora é melhor do daqui pouco", afirmou.

Há pouco o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que o apagão ocorrido na tarde desta quarta-feira atingiu áreas em todas as regiões do País, embora tenha se concentrado nas regiões Norte e Nordeste. Por meio de nota, o ONS, que é o órgão federal responsável por gerenciar a fiscalizar a entrega de energia em todo o Brasil, informou que, às 15h48, "uma perturbação" no Sistema Interligado Nacional (SIN), a rede nacional de distribuição de energia, causou o desligamento de cerca de 18 mil megawatts (MW), majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste.


Agência Estado


ONS avalia impactos e causas de apagão em municípios no Norte e Nordeste


Um apagão afetou municípios das regiões Norte e Nordeste nesta quarta-feira, 21. A informação foi confirmada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que ainda apura a dimensão do problema e suas causas.
Informações preliminares distribuidora Cosern dão conta de que houve queda de energia em todos os municípios do Rio Grande do Norte.

A concessionária informou que outros Estados também registraram blecaute.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário