}); PORTAL ORÓS: Após greve de caminhoneiros, Ceasa de Maracanaú registra bom movimento e preços menores

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Após greve de caminhoneiros, Ceasa de Maracanaú registra bom movimento e preços menores



Comerciantes da Central de Abastecimento (Ceasa) de Maracanaú, na Grande Fortaleza, nesta quinta-feira (31), já tiveram um aumento nas vendas após dez dias de paralisação dos caminhoneiros iniciada na segunda-feira (21). Os preços também apresentam queda.

De acordo com a administração da Ceasa, desde a manhã desta quarta-feira (30), o local recebe caminhões de vários pontos do país. Com a entrada de caminhões, produtos que estavam em falta desde sábado (26), como a batata-inglesa, o pimentão e a cebola já são encontrados na feira.

Ainda com preços acima do normal, mas a expectativa de retornarem ao normal entre seis e dez dias. Preço da batata-inglesa que chegou a custar R$ 10,00 na sexta-feira, hoje está R$ 6,50. Pimentão e a cebola também tiveram seus preços reduzidos.

Segundo a administração da Ceasa, com a paralisação, o local teve uma queda nas vendas de 40%. “Tivemos um prejuízo considerável. Os preços subiram devido à falta dos produtos. Acredito que daqui uns dez dias os preços e os produtos voltem ao normal como era antes”, afirmou um feirante.

Polícia ainda registra um bloqueio
Após 10 dias, caminhoneiros deixaram pontos de protestos e liberaram os trechos de rodovias bloqueados no Ceará. Porém, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os motoristas mantêm um ponto com manifestação no quilômetro 215 da BR-116, em Tabuleiro do Norte.

Os caminhoneiros mantinham rodovias bloqueadas no Ceará desde o dia 21 de maio. O protesto ocorre simultaneamente em diversos estados do país contra a alta do diesel.

Na tarde desta quarta-feira (30), caminhoneiros que estavam concentrados em dois pontos da BR-222 no Ceará deixaram as paralisações. No quilômetro 334 da rodovia, na cidade de Tianguá, onde estavam cerca de 400 profissionais, os veículos foram retirados do local.


Por G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário