}); PORTAL ORÓS: Transposição do rio São Francisco: Águas podem chegar até o fim do ano à RMF

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Transposição do rio São Francisco: Águas podem chegar até o fim do ano à RMF

Uma promessa do governo federal, de remanejar recursos no total de R$ 100 milhões de outros projetos nacionais, pode antecipar a chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) até o fim deste ano. A notícia foi divulgada na tarde dessa quarta-feira pelos ministros Carlos Marun, da Secretaria de Governo da Presidência da República; e Antônio de Pádua de Deus Andrade, da Integração Nacional, durante encontro com representantes do governo do Estado no Palácio da Abolição.

O secretário chefe do Gabinete do Governador do Ceará, Élcio Batista, e o secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, apresentaram o projeto da obra do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) a Carlos Marun e Antônio de Pádua. A reunião teve duração de cerca de duas horas e contou com representantes técnicos do Estado e ministérios.

"Nosso objetivo inicial era que a água chegasse ao Ceará nos próximos dias. Entretanto, o presidente Temer decidiu ampliar essa meta. Ele quer que as águas do São Francisco cheguem não só ao Ceará, como também até Fortaleza até o fim do seu governo. A reunião serviu para sabermos da viabilidade de se realizar a obra e quanto seria necessário. Nós temos um programa chamado de Chave de Ouro, que objetiva fechar os dois últimos meses do governo Temer com inaugurações.

São obras que não seriam inauguradas dentro do prazo normal, mas se houver um reforço financeiro e determinação podem ser concluídas. Vamos levar os resultados dessa reunião para o presidente Temer, mas a expectativa é das mais positivas", garante Carlos Marun.

O ministro Antônio de Pádua de Deus, da Integração Nacional, lembra que a Transposição teve início há 11 anos e que o atual governo liberou R$ 2 bilhões. "Estamos trabalhando 24 horas para que as águas cheguem ao Ceará. Nesse trecho dois, com esse aporte de R$ 100 milhões, a água chegará ao Castanhão e depois a Fortaleza. O CAC é uma obra complementar à transposição e sabemos da sua importância. É uma espécie de terceiro eixo da obra da Transposição".

Data da chegada

Antônio de Pádua garantiu que, nos próximos dias, o governo federal vai anunciar oficialmente a data das chegadas das águas ao Estado do Ceará. Estamos avaliando com os técnicos. Acredito que o presidente Temer se posicionará no início da próxima semana em relação à liberação dos recursos extras". O ministro ressaltou que os R$ 100 milhões são apenas para o CAC.

Marun interveio para destacar que esses recursos são extraordinários e que pouco importa se vão atrasar cinco ou seis dias. "O governo do Estado assumiu conosco o compromisso de que, em chegando os recursos, as obras estarão prontas até o fim de novembro".

O secretário chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista, disse que a liberação dos recursos é essencial para agilizar as obras do CAC. "Todos sabem o esforço que fizemos nesses cinco ou seis anos de estiagem para que a população não sofresse com a falta d'água".


Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário