}); PORTAL ORÓS: Coordenador Executivo do Elo Amigo e da ASA integra Comissão Brasileira em El Salvador na América Central.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Coordenador Executivo do Elo Amigo e da ASA integra Comissão Brasileira em El Salvador na América Central.


Foram 12 dias de muito trabalho, felicidade e emoção. As tecnologias sociais, Cisternas de placas e Biodigestor foram implantadas em comunidades onde as alternativas para armazenamento de água são escassas. A proposta surgiu a partir do diálogo da Articulação Semiárido Brasileiro – ASA e FAO, organismo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura. A FAO lidera esforços no mundo para a erradicação da fome e combate à pobreza. O seu lema, fiat panis, se traduz do latim, significando “haja pão”.

Tudo começou na comunidade de San Bartollo, município de Guatahiagua, onde Marcos Jacinto, Coordenador Executivo do Instituto Elo Amigo e da ASA foi recebido pela humilde,  porém acolhedora população. O lugar é parecido com o semiárido brasileiro. “O povo é amoroso e simpático. As características climáticas são parecidas com as nossas, durante o ano, há 5 meses de chuvas e 7 meses de verão. As precipitações chegam a mais de 1000 milímetros, mas na época da seca, as pessoas passam por sérias dificuldades, pois não há estratégias de captação e de armazenamento de água das chuvas, e acabam passando por séries dificuldades”, explica Marcos.

Ao apresentar a cisterna de placa e o biodigestor, a população ficou tocada e emocionada, pois nunca ouviram falar sobre tal tecnologia. “Por ser uma novidade pra eles, todos ficaram tocados em relação ao impacto e o papel da tecnologia em poder garantir a segurança hídrica diante de todas as dificuldades encontradas”, lembra Jacinto.

As construções envolveram cerca de 10 pessoas, entre populares e pedreiros locais e a ideia era envolver essas pessoas pra que elas pudessem aprender a construir suas próprias tecnologias. “Durante os doze dias que estivemos por lá, nós construímos uma cisterna de placa e um biodigestor. Eles passaram por todo o processo de construção. E caso haja algum projeto de construção de cisternas em El Salvador, já existem pessoas capacitadas para construí-las”, frisa Jacinto.

Para se ter uma ideia, em El Salvador, uma caixa d’água de 10.000 litros custa 2.200 Dólares e para construir a cisterna de placas de 16.000 litros, custou 706 dólares, uma economia de 1.494 Dólares. “Essa comparação foi muito impactante, pois eles não acreditavam que seria possível construir uma cisterna com tão pouco recurso”, explica Marcos.

Ao final das construções, uma das moradoras, ao tentar se pronunciar, se emocionou, pois no período de verão, as pessoas querem lavar as mãos, escovar os dentes e não há água, pelo abusivo preço cobrado. “Para se ter uma ideia, 1000 litros de água custa cerca de 5 dólares, e as famílias pobres não têm esse dinheiro”, relata Jacinto.

Apesar das dificuldades que essas pessoas passam todos os dias, uma das maiores lições que Marcos Jacinto trouxe, foi a alegria, o trabalho e a força de vontade do povo de El Salvador. “Eles são organizados e se juntam para fazer praticamente tudo. Para trabalhar, para festejar, produzir, e esse foi um dos grandes aprendizados que tive, pois apesar das dificuldades, eles resistem com alegria e com a certeza de que com o trabalho coletivo é possível colher bons frutos. Eles precisam de programas e de políticas que de fato possam incentivar e garantir que elas tenham mais acesso a água, produção e direitos básicos para que elas consigam ser mais felizes ainda, finaliza Jacinto.

Além de Marcos Jacinto, participaram do intercâmbio outras três pessoas: Hugo de Lima (Jornalista AsaCom de Pernambuco), Josivan da Silva (Cisterneiro e Pedreiro do Rio Grande do Norte) e Fábio da Silva (Cisterneiro e Construtor de Biodigestor de Sergipe).

El Salvador

É um país da América Central. Faz fronteira com o Oceano Pacífico, a sul, a Guatemala a oeste e Honduras para o norte e leste. Sua região oriental fica na costa do Golfo de Fonseca, em frente a Nicarágua. San Bartollo é uma comunidade rural do município de Guatahiagua, Departamento (Estado) de Morazan, que fica na Região Oriente do País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário