}); PORTAL ORÓS: Janeiro 2019

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Acompanhe AO VIVO e fique bem informado o programa HORA DA NOTÍCIA, desta quinta 31/01/19. Participe (88) 99422.0106 (Zap do povo)


DESTAQUES DE HOJE:

         Consumidores Oroenses reclamam contas absurdamente alta da CAGECE; Açude Germinal, em Pacoti, sangra nesta quarta-feira (30); Prouni 2019 abre inscrições para número recorde de bolsas de estudos; Ceará investiu R$ 35,5 milhões em segurança de barragens; Acidente com vítima fatal é registrado entre São José de Solonópole e Quixelô; Pai, mãe e filho são executados em casa; criança e jovem são poupados por criminosos essas e outras para você ficar bem informado!

Seja o nosso repórter envie sua matéria (88) 9.9422.0106 - SIGA, CURTA, COMPARTILHA! OBRIGADO.


Instagram Josemberg Vieira: https://instagram.com/josembergvieira?utm_source=ig_profile_share&igshid=1vrif50yxvl10

Canal Josemberg Vieira: www.youtube.com/Josembergoros

Canal do Portal Orós: https://www.youtube.com/channel/UCiypqX4tErKL8FY3MvGFYww

Página: https://www.facebook.com/portaloros

Site: www.portaloros.com.br


Açude Germinal, em Pacoti, sangra nesta quarta-feira (30)



O açude Germinal, em Pacoti, começou a sangrar nesta quarta-feira (30). O reservatório tem capacidade para 2,11 hectômetros cúbicos de água. Outros dois, o Cocó e o Jenipapo, também estão com mais de 90% do volume.

Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), também foram registrados aportes em 17 açudes do Ceará. O destaque foi para o Jaburu I, em Ubajara.

O aumento do volume dos reservatórios foi proporcionado pelas chuvas, registradas em 50 postos pluviométricos monitorados pela Funceme.

Em Iguatu, por exemplo, houve chuva de 59mm, nesta terça-feira (29). Já em Acopiara, foi registrada precipitação de 58 mm.

Os 155 açudes cearenses têm capacidade para 18,62 bilhões de metros cúbicos. Atualmente, o volume está em 1,95 bilhões m³, o que corresponde a 10,49% da capacidade. 105 dos reservatórios estão com volume abaixo de 30%.



Fonte: Diário do Nordeste

Prouni 2019 abre inscrições para número recorde de bolsas de estudos



A edição do primeiro semestre de 2019 do Programa Universidade para Todos (Prouni) abriu na madrugada desta quinta-feira (31) o período de inscrições para candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 concorrerem a bolsas de estudo integrais e parciais em universidades privadas do Brasil.

Para se candidatar às bolsas é necessário acessar o site do programa. As inscrições terminam às 23h59 deste domingo (3).

Nesta edição, são oferecidas 243.888 bolsas de estudo, um recorde histórico desde o início do programa, em 2005, segundo o Ministério da Educação. Desse total, 116.813 são bolsas integrais e 127.075 são parciais, distribuídas em 1.239 instituições de educação superior de todo o país.

O MEC decidiu alterar as datas de inscrições do Sisu, Prouni e Fies depois de instabilidades no sistema do Sisu 2019. Antes, o prazo final estava previsto para 01/02. Agora, a inscrição estará disponível até às 23h59 do dia 03 de fevereiro. Confira o calendário completo deste semestre:

Datas do Prouni 2019

  • Início das inscrições: 31 de janeiro
  • Fim das inscrições: 3 de fevereiro (às 23h59)
  • Primeira chamada: 6 de fevereiro
  • Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 6 a 14 de fevereiro
  • Segunda chamada: 20 de fevereiro
  • Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 20 a 27 de fevereiro
  • Adesão à lista de espera: 7 e 8 de março
  • Resultado da lista de espera: 11 de março

O que é o Prouni?
É um programa que disponibiliza bolsa integrais e parciais para estudantes brasileiros que não possuem diploma de nível superior. As vagas são oferecidas para cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições privadas do Brasil.

Cada candidato pode selecionar até duas opções de curso durante o período de inscrições pela internet.

Ao final da seleção, os candidatos aprovados devem levar até as instituições os documentos para comprovar que atendem os requisitos de bolsistas.

Quem pode se inscrever?
O candidato precisa ter feito o Enem 2018 e não pode ter um diploma do ensino superior. Também é preciso se enquadrar em um dos seguintes critérios de renda:

  • Bolsas integrais: renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo
  • Bolsas parciais: renda familiar bruta mensal per capita de até 3 salários mínimos

Além disso, é preciso se encaixar em pelo menos uma das seguintes situações:

  1. ter cursado o ensino médio completamente em escola pública
  2. ter cursado o ensino médio completamente em escola privada, desde que na condição de bolsista integral
  3. ter cursado o ensino médio parcialmente em escola privada, desde que na condição de bolsista integral
  4. ser portador de uma deficiência
  5. ser professor do quadro permanente de uma escola pública (nesse caso, o critério de renda familiar não se aplica)



Por G1 — São Paulo

Relatório aponta que Ceará tem oito açudes em situação de alto risco




Em consequência da tragédia de Brumadinho (MG), a gestão da estrutura de recursos hídricos virou fator de preocupação em todo o País. No Ceará, o cenário não é diferente, apesar de as chances de rompimento de barragens serem inferiores, devido ao sistema estar com volume baixo, em 10,5%.

Segundo relatório de Segurança Hídrica de 2017, da Agência Nacional de Águas (ANA), o Ceará tem oito açudes em situação de alto risco. Destes, sete são de responsabilidade do Dnocs e um da Cogerh, o Jaburu. Localizado na Ibiapaba, foi construído em área de estrutura geológica não favorável. "De vez em quando apresenta vazamentos", diz Francisco Teixeira, titular da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), que ontem participou de reunião com diretores da agência.

"Não é porque uma barragem está em alto risco que vai romper da noite pro dia. Geralmente conseguimos saber quando uma barragem está para romper. 

Para isso fazemos ações preventivas e corretivas", ressalta. Há um ano, a pasta gastou R$ 4 milhões em reparos no Jaburu. Outra barragem na lista da ANA é Lima Campos, em Icó. Construída em 1932, necessita de constante manutenção.

De acordo com Teixeira, a SRH notificou os 184 municípios cearenses para que gestores cadastrem todos reservatórios. Ao todo, são mais de 30 mil barragens no Ceará, entre as monitoradas pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e privadas.

"Segurança absoluta não existe em nenhuma barragem. Tem que gerenciar de forma adequada, acompanhar e monitorar. Mas não vai acontecer o mesmo de Mariana e Brumadinho. Nem de longe é um risco tão alto quanto ali nas montanhas de Minas Gerais", pondera. Ele informa que R$ 24,7 milhões entrarão em licitação para realizar mais reparos.

Ter reservatórios em alto risco significa, conforme Oscar Cordeiro, diretor de regulação da ANA, estar com algum tipo de dano físico ou má administração. "A classificação leva em conta essencialmente características de conservação. Vemos se é um projeto antigo que não tem informações atualizadas e, de fato, problemas estruturais".

Segundo ele, a classificação está ultrapassada. "Estamos trabalhando para modificar esses critérios. Temos que lembrar que Brumadinho não tinha alto risco, mas olha o que causou".


OITO AÇUDES

As barragens listadas como tendo alto risco, além do Jaburu (Ubajara), são: Ayres de Sousa (Jaibara, em Sobral), Forquilha, Frios (em Umirim), Lima Campos (em Icó), Paulo Sarasate (Araras, em Varjota), Pompeu Sobrinho (Choró) e Várzea do Boi (Tauá). O arquivo 2017 da ANA está disponível no site da agência.



Fonte: O Povo

MPCE solicita busca ativa de crianças com deficiência fora da escola




O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) encaminhou à Secretaria de Educação do Estado (Seduc) e à Secretaria Municipal da Educação (SME) solicitação de busca ativa de crianças e adolescentes com deficiência que recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC) e estão fora da escola. O ofício foi enviado pela 16ª Promotoria de Justiça Cível no dia 10. Com a busca, pretende-se levar esses jovens à sala de aula.

A promotora Elizabeth Maria Almeida de Oliveira explica que pelo cadastro no BPC a busca fica mais fácil, já que consta endereço no sistema. Conforme dados da Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), de novembro de 2017, 1.278 beneficiários em idade escolar que nunca 

estudaram e 398 já frequentaram a escola em algum momento, mas não estavam vinculados a estabelecimento de ensino à época da pesquisa. A solicitação visa mudar esse quadro.

A busca ativa funciona de forma integrada entre a SME, a Secretaria Municipal  da Saúde e a SDHDS, além da Seduc. "Estamos esperando que o Estado e o Município movimentem essa máquina com eficiência para trazer essas crianças e adolescentes para a escola, que é o lugar deles", afirma Elizabeth.

Segundo ela, existe uma reunião marcada entre esses órgãos para 22 de fevereiro. O plano é discutir, já nesta data, os primeiros resultados da busca.

O secretário-adjunto da SME, Jefferson Maia, enfatiza que o processo de busca já foi iniciado, sendo o primeiro passo checar nome por nome para ver se a criança já não foi matriculada, já que a pesquisa é de novembro de 2017. De acordo com ele, a rede municipal é preparada para receber os alunos com deficiência, contando com mais de 160 núcleos de atendimentos de educação especial e quase 200 profissionais de apoio espalhados nas escolas. "A Prefeitura tem a responsabilidade de, identificando a escola mais próxima, fazer a matrícula dessa criança e desenvolver todos os esforços para que essa criança permaneça".

O POVO também entrou em contato com a Seduc solicitando entrevista sobre o tema. Em nota, a pasta informou que "haverá uma reunião com o MP para informar as medidas adequadas à garantia do ingresso das crianças e dos adolescentes nas escolas" no dia 22 de fevereiro. (Heloisa Vasconcelos)



Fonte: O Povo

Lideranças cearenses se articulam em defesa do BNB



O silêncio do governo Bolsonaro em relação ao Banco do Nordeste (BNB) acendeu o sinal de alerta de lideranças cearenses. Embora ainda não haja oficialmente nenhuma proposta concreta da equipe econômica em relação à instituição, a recente declaração do secretário de Desestatização e Desinvestimentos, Salim Mattar, de que apenas Petrobras, Caixa Econômica e Banco do Brasil devem permanecer como estatais, aliada à demora na nomeação da nova diretoria do banco, reforça as especulações sobre o futuro dos bancos de desenvolvimento regional.

A preocupação é que tanto uma eventual privatização, extinção ou incorporação por instituições maiores como o Banco do Brasil ou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), necessariamente, impliquem riscos reais para o combate às desigualdades regionais.

Em 30 anos, somente com recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE), gerido pelo BNB, foram investidos em torno de R$ 250 bilhões no Norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo e no Nordeste. Metade destinada a mini, micro e pequenos empreendimentos.

"Seria uma irresponsabilidade grande acabar com um banco superavitário e que tem um caráter social gigantesco", afirmou o deputado federal eleito, Capitão Wagner (Pros-CE).

Ele disse que irá aproveitar a reunião da bancada com a equipe econômica sobre a reforma da Previdência, prevista para ocorrer na semana que vem, para também tratar do tema.

O assunto também deve pontuar o discurso de posse do deputado federal da oposição, José Guimarães (PT-CE). "Ainda vamos tomar posse, mas temos que reagir à altura de qualquer ameaça. A bancada do Nordeste, e não só do Ceará, não pode deixar que esta manobra aconteça, porque seria um atentado contra a Região que até pouco tempo foi ponta de lança do crescimento do País".

Ele reforça que os parlamentares podem ter um papel fundamental neste processo, principalmente, se a ideia do Governo for extinguir as instituições ou os fundos constitucionais, pois o processo teria que passar pelo Congresso.

O presidente da Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE), Freitas Cordeiro, diz que embora os empresários estejam otimistas quanto à assertividade das medidas econômicas do Governo, qualquer incerteza em relação ao papel do BNB será ponto de discordância. "Vamos resistir enquanto pudermos. Até porque hoje o crédito dos bancos regionais é o único contraponto que temos em termos de diferenciação ao Sul e Sudeste do País".


Números do BNB



Em 2018, o BNB registrou volume histórico de R$ 41,4 bilhões emprestados.

Deste total, R$ 30,3 bilhões foram contratados via FNE, e o restante pelas linhas de microcréditos Crediamigo (R$ 8,7 bilhões) e Agroamigo (R$ 2,4 bilhões). Alta de 56% em relação a 2017.

Com 72,6 mil operações, o Ceará foi o terceiro estado que mais recebeu recursos oriundos do banco. Atrás da Bahia e do Maranhão.

Pelo FNE, foram R$ 3,7 bilhões em 2018.

Para 2019, o orçamento previsto do FNE é de R$ 23,7 bilhões.




Fonte: O Povo

Estado quer monitorar barragens do Dnocs




Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quinta-feira:

A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) já está planejando fazer o monitoramento das grandes represas construídas pelo Dnocs no Estado. O órgão, que monitora as 155 barragens no território cearense, reconhece que a autarquia federal vive dificuldades até financeiras para assumir essa obrigação. A Cogerh, hoje fazendo isso em algumas represas com aval do Dnocs, quer ampliar esse trabalho.

No próximo dia 7, às 14 horas, no auditório da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), haverá debate sobre a segurança das barragens no Ceará. Estarão no encontro membros da própria Semace, órgão que controla o licenciamento de barragens; Cogerh e Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), que fiscalizam e monitoram barragens; e do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), pela parte técnica, representando a sociedade civil.

A propósito: o tema da modernização do licenciamento ambiental, que iria ser tratado no dia 7, ficou para março. A ordem é dar mais tempo para discussões sobre resoluções nesse aspecto, informa o secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno. “Vamos colocar à disposição da sociedade essa proposta, aceitando críticas e sugestões”, complementa o titular da Sema.


(Foto – Agência Câmara)

Fonte: Coluna do Eliomar de Lima, O Povo.

Ceará investiu R$ 35,5 milhões em segurança de barragens



Para discutir o Plano Nacional de Segurança Hídrica e o de Segurança de Barragens, Francisco Teixeira e a cúpula de recursos hídricos do Ceará estiveram reunidos com representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) na manhã de ontem. A tragédia de Brumadinho acabou permeando a temática do encontro.

"Essa é a recomendação do gabinete de crise do Governo, do qual a ANA faz parte e estamos aqui em Fortaleza para, inclusive, discutir essas ações. É a primeira capital do Nordeste que visitamos. Para além disso, (...) viemos apresentar novas ideias para a gestão dos recursos hídricos", aponta Ricardo Andrade, um dos diretores do órgão federal.

O encontro, marcado desde antes do incidente em Brumadinho, de acordo a ANA, acontece após determinação do Governo Federal de fiscalização imediata de todas as barragens do País. Um "pente-fino" deve ser passado em todas as estruturas brasileiras e o Ceará está incluso, conforme Andrade.

O gestor ainda frisou que tem "plena confiança" nas ações do Estado no quesito de segurança hídrica. "Essa não é a nossa pauta prioritária aqui. Além disso, os reservatórios não tem nem volume suficiente para romper nenhuma barragem", ponderou, referindo-se ao nível de armazenamento dos reservatórios cearenses.


Fonte: O Povo

Barbalha é campeão do 1º turno do Cearense e garante vaga na Copa do Brasil 2020



O Barbalha é campeão do primeiro turno do campeonato Cearense de forma invicta. Foram 7 jogos com quatro vitórias e três empates, a última na noite dessa quarta-feira, dia 30, quando se sagrou campeão contra o Ferroviário no jogo que termino 1 a 1 no Presidente Vargas.

Os gols do jogo foram marcados no segundo tempo. O Ferrão saiu na frente com Isaac e o Barbalha empatou com um Golaço, de bicicleta, de Bruno Paraíba.

A Raposa, comandado pelo técnico Washington Luiz teve 71,4% de aproveitamento. Este foi o quarto título na história de 17 anos do clube. 

Em 2018, venceu a Série B do estadual. Em 2013 foi campeão da Fares Lopes, para em 2014 jogar pela primeira vez a Copa do Brasil e em 2007, ganhou a primeira taça sendo campeão da Série C do Cearense.



Por João Boaventura Neto
Miséria.com.br

Acusado pela Chacina das Cajazeiras, em Fortaleza, morre sob custódia do Estado



Um dos 15 denunciados pela maior matança da história recente do Ceará teve um fim trágico. Aos 20 anos, Rennan Gabriel da Silva, o ´RG´ ou ´Biel´, morreu sob custódia do Estado, no Hospital São José, em Fortaleza, na última segunda-feira (28). Ele era apontado pela Polícia como o homem de confiança de Auricélio Sousa Freitas, o ´Celim da Babilônia´, chefe da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) nos bairros Babilônia e Barroso II, na Capital.

A reportagem apurou que a morte de ´RG´ foi constatada às 9h35, tendo como diagnóstico falência múltipla dos órgãos, tuberculose e insuficiência renal crônica. Ele estava custodiado no Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), em Itaitinga, desde 16 de julho do ano passado.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que Rennan foi levado ao hospital no último dia 12 de janeiro e, antes do internamento hospitalar, já era acompanhado diariamente pela equipe de saúde da unidade prisional. Segundo a Pasta, quando a tuberculose foi diagnosticada, os companheiros de cela passaram por exames e o interno foi isolado dos demais.

A morte ocorreu no dia seguinte ao "aniversário" de um ano da Chacina das Cajazeiras. Na madrugada de 27 de janeiro de 2018, ´RG´ e seus comparsas teriam chegado atirando à Rua Madre Tereza de Calcutá e invadido o ´Forró do Gago´ para matar 14 pessoas.

Atuação

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE), Rennan Gabriel teria sido cedido por ´Celim´ ao grupo ´Os Quebra Coco (OQC)´, a ´tropa de elite´ da GDE, que foi encarregada de colocar em prática o plano criminoso no ´Forró do Gago´. Para a investigação, o líder do ´OQC´ é Misael de Paula Moreira, o ´Afeganistão´, que teria planejado e comandado diretamente a matança e também foi preso e acusado pelo crime.

´RG´ foi o primeiro preso com envolvimento confirmado na Chacina, ao ser encontrado em sua residência, no bairro Passaré, em Fortaleza, no dia 5 de fevereiro do ano passado, na posse de uma espingarda calibre 12 e pequena quantidade de cocaína. Ao ser abordado por uma equipe da Polícia Militar, o suspeito tentou engatilhar um tiro e acabou alvejado, sendo socorrido ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro.

A arma apreendida foi periciada e corroborou para o indiciamento dele. Segundo o MPCE, "uma vez submetida à perícia para comparação balística com os projéteis extraídos dos corpos das vítimas e das munições arrecadadas no sítio (local) do crime, restou atestada a sua compatibilidade com um dos estojos colhidos no local da Chacina".

Ao ter alta médica, dez dias depois, ´RG´ foi levado ao 16º DP (Dias Macêdo), da Polícia Civil, para prestar depoimento. Ele negou participação na Chacina, mas contou detalhes do episódio, como o uso de quatro carros e seis motocicletas e de armas do tipo escopeta, e ´macaquinhas´ (metralhadoras) calibres Ponto 40, 380 e 9mm pelos criminosos; e quem eram os líderes da GDE ligados à carnificina.

Chefe

Apontado pela Polícia como um dos fundadores da GDE, ´Celim´ acabou transferido para a Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas, no Paraná, no fim de 2018. Na última terça-feira (29), o advogado do detento ingressou com um pedido de relaxamento de prisão, na 7ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), onde ele responde a um processo por organização criminosa. A defesa alega excesso de prazo, já que o cliente está preso desde 11 de julho do ano passado.

Fonte: Diário do Nordeste

Seca ameniza risco de barragens romperem no Ceará



Com a reserva hídrica nos reservatórios em apenas 10%, o Ceará não corre risco ter barragens rompidas no início de 2019, segundo o titular da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira. A declaração foi feita nesta quarta-feira (30) durante coletiva na sede da SRH, em Fortaleza, durante visita da comitiva da Agência Nacional de Águas (ANA) ao Ceará.

“Essas barragens que segundo relatório podem apresentar alto risco. Elas têm que ter uma manutenção imediata e caso, que não é o caso de nenhuma barragem hoje no estado do Ceará, é primeiro tem que chover né, a gente está doido para ter esse tipo de problema porque aqui para nós estamos só com 10% das nossas reservas hídricas quem dera termos pelo menos 50%, mas caso chova e essas barragens encham, se aproximem de 100%, elas são acompanhadas, monitoradas”, disse o secretário.

O risco do estado ter alguma barragem rompida neste ano também foi descartada pelo diretor de gestão da  ANA, Ricardo Andrada.

“Infelizmente os reservatórios do Ceará estão com cerca de 11% da sua capacidade. Portanto, não há nem volume que faça com que os reservatórios tenham algum tipo de problema”, disse Andrada.

Prevenção contra desastres

Ainda sobre a segurança de barragens, Francisco Teixeira, assegurou que o Governo do Estado trabalha de forma preventiva para evitar tragédias como ocorridas em Mariana e a mais recente Brumadinho, ambas em Minas Gerais. Ações como cadastro de barragens feitas nos municípios e identificação de barragens particulares de grande proprietários são algumas das ações prioritárias que são feitas pelo governo.

“Nós temos 30 mil barragens feitas por fazendeiros, pequenos proprietários, grandes proprietários, barragens municipais, que essa nos preocupa a manutenção. Por isso, a secretaria notificou os 184 municípios do estado do Ceará para os prefeitos cadastrarem as barragens municipais feitas no município”, disse Teixeira.

“Estamos juntos com os comitês de bacias gerências regionais da Cogerh buscando identificar as maiores barragens privadas feitas por fazendeiros e também essas barragens que não tem manutenção adequada”, completou o secretário.

Fonte: Diário do Nordeste

Ceará registra mais de 20 mil casos da "Virose da mosca"



O Ceará já registrou 20.845 casos de no Ceará, de acordo com nova planilha de doenças de notificação compulsória da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) referente a semana entre 20 e 26 de janeiro de 2018.

Em Fortaleza, foram 1.866 casos registrados no período. Em Caucaia, 2.025 deles. Maracanaú fechou a semana com 1.805 casos.

O contágio da virose é através do contato interpessoal, seja ele direto ou indireto. A principal forma de evitar a doença é reforçar a atenção aos hábitos saudáveis de higiene (lavar as mãos, os alimentos, utilizar álcool em gel etc.).

Os sintomas incluem febre, dor no corpo, desconforto abdominal e vômito, além de diarreia, moleza e ardência nos olhos. Uma boa alimentação pode ser aliada no combate aos sintomas.

Fonte: Diário do Nordeste


Ceará receberá R$ 3 bilhões em linhas de transmissão nos próximos 5 anos



O Estado do Ceará receberá investimento de R$ 3 bilhões em 1,7 mil quilômetros (Km) de linhas de transmissão de energia com 740 megavolt-amperes (MVA) de capacidade de transformação nos próximos cinco anos, informou ontem o diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, André Pepitone. Ele aponta que a expectativa é que as obras proporcionem 6.600 empregos.

Entre outros investimentos na área, o diretor destaca três empreendimentos de geração de energia solar em Aquiraz, já em construção pela Central Fotovoltaica Sol do Futuro, de 27 megawatts de capacidade cada. Além disso, neste ano, está previsto novo investimento no Estado no leilão de transmissão, uma subestação avaliada em R$ 85 milhões no Crato (Crato II). "Essa é para melhorar a qualidade de energia naquela região", aponta.

Desoneração das tarifas

Considerando o alto valor da energia - que, no Ceará, deverá aumentar em cerca de 11,62% em abril -, Pepitone aponta que entre as estratégias da Aneel para desonerar as tarifas estão o combate aos subsídios; a contratação de um parque gerador mais barato; exigir eficiência das empresas que prestam o serviço; e diálogo com os governos estaduais sobre a incidência de ICMS nas contas, que, em média, representam cerca de um terço da tarifa.

"A Aneel está atuando com um plano de desoneração da tarifa de energia, que será lançado em breve, e que também vai contribuir para puxar o preço para baixo", destaca o diretor. Pepitoni ainda rechaçou "veementemente" a possibilidade de a agência favorecer as empresas em detrimento do consumidor. "A diretoria é inteiramente técnica".

Ampliação da infraestrutura para escoar energia elétrica gerada pelos parques eólicos e fotovoltaicos torna o Estado mais atrativo para investimentos em energia renovável.

Fonte: G1

País tem quase 200 barragens de mineração com alto potencial de dano



O Brasil tem hoje quase 200 barragens de mineração com potencial de dano considerado alto – mesma classificação da barragem 1 da mineradora Vale no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), que se rompeu na última sexta-feira (25). Os dados são da Agência Nacional de Mineração (ANM).

A ANM tem 2 categorias de classificação de barragens:

dano potencial – refere-se ao que pode acontecer em caso de rompimento ou mau funcionamento de uma barragem – ele leva em conta as perdas de vidas humanas e impactos sociais, econômicos e ambientais.

risco – refere-se a aspectos que possam influenciar na possibilidade de ocorrência de acidente.

Com base nessas características, a ANM classifica as barragens de mineração em uma escala que vai de A a E.

Baragens com alto dano potencial e categoria de risco alta, por exemplo, são consideradas Classe A. Já na Classe E, estão as com baixo dano potencial e baixo risco. A divisão segue o Sistema Nacional de Informações sobre Segurança de Barragens (SNISB).

A estrutura que se rompeu em Brumadinho era considerada de risco baixo, mas de alto potencial de dano, portanto classificada como B – a mesma nota de outras 196 barragens cadastradas pela ANM. Apenas duas possuem classificação A, ou seja, são consideradas mais perigosas.

A maior parte das barragens entre as que têm nota B possui uma característica em comum com a de Brumadinho: baixo risco, mas alto potencial de dano associado. Essa é a situação de 181 barragens – incluindo a que se rompeu.

Minas Gerais é o estado que mais tem barragens com potencial de dano considerado alto. Entre as quase 200 catalogadas pela ANM, 132 estão lá.

A Vale e suas subsidiárias têm 59 barragens classificadas como de alto potencial de dano – incluindo as de Brumadinho.

Na terça-feira (29), a empresa afirmou que pretende eliminar suas dez estruturas construídas pelo método chamado alteamento a montante, usado tanto em Brumadinho quanto em Mariana. A empresa não esclareceu, no entanto, se essas dez estão entra as 59 com alto potencial de dano.


Fonte: G1

No 7º dia após desastre, esperança diminui e número de vítimas aumenta



No sétimo dia de buscas por vítimas do desastre causado pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte, as autoridades contabilizam 99 mortos e 259 desaparecidos. O número de vítimas aumenta na proporção que a esperança diminui. Bombeiros experientes relatam que há dificuldades devido ao mar de lama que tomou conta da região.

Os trabalhos de resgate começam diariamente, por volta das 4h, e vão até a noite. A barragem B6, com água, segue monitorada 24 horas, sem risco de rompimento. Um plano de contingência, entretanto, foi elaborado de forma preventiva.

Buscas

Nos dois últimos dias, segundo o Corpo dos Bombeiros, as buscas se concentraram onde ficava o antigo refeitório da Vale. É realizado monitoramento na área por onde os rejeitos se espalharam, coberta a partir de grupos distribuídos em 18 pontos. Há locais em que a lama se acumula a 10 metros de profundidade.

Ontem (30), tropas enviadas de São Paulo começaram a atuar em seis pontos de monitoramento. As atividades também foram reforçadas por 58 voluntários, que ficam nas imediações e contribuem na verificação de vestígios de corpos.

Barragens

A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou ontem um “plano de contingência” no caso de riscos relacionados às barragens da região de Brumadinho que não se romperam. Mas, de acordo com o porta-voz da corporação, tenente-coronel Flávio Godinho, a medida é preventiva, pois não há barragens com risco de rompimento.

Segundo Godinho, as demais barragens estão no nível de segurança 1. O risco aumenta quando a classificação passa para níveis superiores, como 2 ou 3. Contudo, acrescentou o porta-voz, não há situações desse tipo ainda na região.

Em nota, a Defesa Civil designou locais para os quais moradores e pessoas que estiverem na área devem se dirigir em uma situação hipotética. “A Defesa Civil divulga pontos como medida preventiva em caso de elevação do risco”, destacou o comunicado.

“As polícia Civil e Militar estão monitorando as barragens em tempo real para, em caso de mudança na situação, haja aviso por meio de sirenes para que a população possa se deslocar de forma organizada e ordeira”, afirmou Godinho.

NoticiasaoMinuto

Cientistas dizem ter achado a 'cura definitiva' para o câncer




Cientistas israelenses que trabalham na empresa Accelerated Evolution Biotechnologies (AEBi), fundada no ano 2000, dizem ter conseguido criar um composto capaz de "curar completamente" o câncer em menos de um ano. A informação foi divulgada pelo jornal israelense The Jerusalem Post.

Continua depois da publicidade
"Acreditamos que daqui a um ano teremos a cura completa para o câncer. Ela será eficaz desde o primeiro dia, durará algumas semanas e não terá efeitos colaterais sérios, além de ter um custo muito menor do que a maioria dos tratamentos existentes no mercado", comenta o pesquisador Dan Aridor, diretor do conselho da AEBi, em entrevista para o periódico.

O tratamento está sendo chamado de MuTaTo (multi-target toxin, ou toxina de múltiplos alvos, em tradução livre) e consiste numa espécie de "antibiótico" contra o tumor, segundo o cientista.

O composto anti-câncer potencialmente revolucionário é baseado na tecnologia SoAP, que envolve a incorporação do DNA de determinada proteína dentro de um bacteriófago (vírus que infecta bactérias). Essa proteína é então exposta na superfície do micro-organismo "hospedeiro". Com isso, os pesquisadores podem usar as proteínas exibidas pelos bacteriófagos como forma de rastrear interações com outras proteínas, com material genético ou com pequenas moléculas.

A ideia, segundo Aridor esclarece ao The Jerusalem Post, é que o tratamento seja capaz de atingir três alvos ou células cancerosas de uma só vez, o que o torna mais eficaz do que os remédios usados atualmente, que, normalmente, são direcionados a um alvo específico e que pode sofrer mutações e metástase (multiplicação).

O MuTaTo usa uma combinação de vários peptídeos para atingir cada tipo de célula cancerosa ao mesmo tempo, associada a uma toxina peptídica capaz de matar apenas o tumor. "Nós nos certificamos de que o tratamento não será afetado pelas mutações; as células cancerosas podem até sofrer mutações e ainda assim os receptores alvos acabarão sendo eliminados", esclarece o pesquisador Ilan Morad, CEO da AEBi, também em conversa com o jornal israelense.

Por enquanto, a novidade foi testada apenas em cobaias e o próximo passo é passar para os testes clínicos, em pacientes com câncer. Eles não informaram quando isso será feito.


Por: Correio Braziliense

Árvore cai sobre carro e deixa mulher ferida em Fortaleza



Um galho de parte de uma árvore caiu sobre dois veículos no estacionamento do Mercado São Sebastião, no Centro de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (30). De acordo com testemunhas, uma mulher que passava a pé pelo local também foi atingida e ficou ferida.

A vítima estava consciente e foi socorrida pelo Samu com escoriações e encaminhada para um hospital da cidade. Ainda não se sabe qual o estado de saúde da mulher.

Os carros ficaram parcialmente danificados. O dono de um dos veículos, Capitão Rodrigues, explicou que estava voltando das compras quando viu o galho sobre o carro, que teve o teto e o para-brisa atingidos. "[Estou] aguardando a perícia para ver o que vai ser feito", afirmou.

A equipe de limpeza do mercado está retirando os restos do galho do local. O Corpo de Bombeiros não confirmou qual o motivo da queda da árvore.

Por G1 CE

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Prazo para o recadastramento do 'LOAS' é prorrogado, saiba como fazer para não perder seu benefício.




Benefício assistencial ao idoso e à pessoa com deficiência (BPC)

Garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais de baixa renda.

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) é a garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família.

Para ter direito, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja menor que 1/4 do salário-mínimo vigente.

Quem pode utilizar esse serviço?

Tem direito ao BPC o brasileiro, nato ou naturalizado, e as pessoas de nacionalidade portuguesa, desde que comprovem residência fixa no Brasil e renda por pessoa do grupo familiar inferior a ¼ de salário mínimo atual. Além disso, devem se encaixar em uma das seguintes condições:

Para o idoso: idade igual ou superior a 65 anos, para homem ou mulher;
Para a pessoa com deficiência: qualquer idade – pessoas que apresentam impedimentos de longo prazo (mínimo de 2 anos) de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.


Realizar o agendamento do serviço nas seguintes opções:
meu.inss.gov.br
Telefone 135
Aplicativo Meu INSS: Google Play, App Store
Agencia da Previdência Social


Documentos Necessários

Documento de identificação e CPF do titular (ao requerente maior de 16 anos de idade será solicitado documento de identificação oficial com fotografia);

Formulários preenchidos e assinados, de acordo a situação do titular (veja abaixo a relação);

Termo de Tutela, no caso de menores de 18 anos filhos de pais falecidos ou desaparecidos ou que tenham sido destituídos do poder familiar;

Documento que comprove regime de semiliberdade, liberdade assistida ou outra medida em meio aberto, emitido pelo órgão competente de Segurança Pública estadual ou federal, no caso de adolescentes com deficiência em cumprimento de medida socioeducativa;

Documento de identificação e procuração no caso de Representante Legal do requerente.

  
Ficou alguma dúvida?

Em caso de dúvidas, ligue para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135. O serviço está disponível de segunda a sábado das 7h às 22h (horário de Brasília).

Secretaria municipal de assistência social de Orós:

Endereço: Travessa Eliba s/n, antigo CSU em frente a caixa d´agua da usina. Orós Ceará. Mais informações: (88) 3584.1422

Acompanhe AO VIVO e fique bem informado o programa HORA DA NOTÍCIA, desta quarta 30/01/19. Participe (88) 99422.0106 (Zap do povo)

DESTAQUES DE HOJE:


        Você já fez o recadastramento do 'LOAS'?; Sarto Nogueira lança chapa para concorrer à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa; Doença Diarreica Aguda (DDA) se multiplica no interior do Estado; Menores acusados de tentar incendiar ônibus do IFCE em Iguatu são apreendidos; Ataques voltam a acontecer e ônibus e caminhão são incendiados no Ceará essas e outras para você ficar bem informado!

Seja o nosso repórter envie sua matéria (88) 9.9422.0106 - SIGA, CURTA, COMPARTILHA! OBRIGADO.


Instagram Josemberg Vieira: https://instagram.com/josembergvieira?utm_source=ig_profile_share&igshid=1vrif50yxvl10

Canal Josemberg Vieira: www.youtube.com/Josembergoros

Canal do Portal Orós: https://www.youtube.com/channel/UCiypqX4tErKL8FY3MvGFYww

Página: https://www.facebook.com/portaloros

Site: www.portaloros.com.br

Sarto Nogueira lança chapa para concorrer à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa

O deputado estadual Sarto Nogueira (PDT) anunciou hoje (30), na Assembleia Legislativa do Ceará, os nomes que formam a chapa que concorrerá à Mesa Diretora da Casa.

Segue a lista:

Presidente: Sarto Nogueira (PDT)
1º vice-presidente: Fernando Santana (PT)
2º vice-presidente: Danniel Oliveira (MDB)
1º secretário: Evandro Leitão (PDT)
2ª secretária: Aderlânia Noronha (Solidariedade)
3ª secretária: Patrícia Aguiar (PSD)
4º secretário: Leonardo Pinheiro (PP)

Em tempo

A chapa de Sarto já tida como a vencedora.


Confira fala de Sarto

Doença Diarreica Aguda (DDA) se multiplica no interior do Estado


O número de casos da Doença Diarreica Aguda (DDA) cresceu no interior do Estado, neste início de ano. Segundo especialistas, o período chuvoso potencializa os riscos de doenças transmitidas por bactérias, vírus e parasitas. Na Vila de Jericoacoara, no litoral oeste, o acúmulo de lixo - apesar de a coleta regular e seletiva - se torna ambiente propício à proliferação de moscas e outros insetos.

O resultado é o crescente número de casos de viroses que têm acometido, tanto os moradores, quanto os turistas, que buscam nesta época do ano, as calmas águas da Vila e suas belezas naturais para fugir do estresse de suas cidades. Foi o caso do goiano Rodrigo Costa (38), em visita à badalada praia pela segunda vez. Logo nos primeiros dias das férias no litoral cearense, os sintomas começaram a ocorrer.

"Eu tive um quadro de vômito persistente, assim como outras pessoas do meu grupo, que também apresentaram casos de diarreia. Cedo, buscamos a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local, onde nos informaram que se tratava de uma virose causada pela mosca", disse o nutrólogo.

Ao ser atendido e medicado, Rodrigo Costa percebeu o grande número de pacientes que chegavam à UPA com os mesmos sintomas. Em conversa com alguns deles, o turista estranhou a forma natural com a qual tratavam o caso. "Eu não tive na unidade de atendimento nenhuma orientação sanitária de como deveria proceder para não propagar essa infecção. O pessoal comentava que isso ocorria com frequência nesta época do ano. Todo mundo assumia a intoxicação como sendo culpa das moscas, como se isso não pudesse ser evitado", disse o turista que ficou dias acamado.

Preocupado, Rodrigo passou a observar melhor o que ocorria com os alimentos que eram servidos. "Eu percebi que não havia nenhum tipo de ação sanitária simples para impedir isso, tanto no hotel de alto padrão, onde me hospedei, quanto em outros estabelecimentos que lidam com alimentos. Vi janelas de cozinhas sem telagem, comidas expostas sem cobertura necessária e pessoas manipulando alimentos, ou turistas se alimentando, sem o uso anterior de álcool em gel, que não vi exposto em nenhuma mesa; ações mínimas que podem evitar esse tipo de problema", reforçou Costa.

Prevenção

De acordo com Jéssica Albuquerque, diretora da UPA de Jericoacoara, os casos de infecção tiveram aumento considerável na Vila. Cerca de 30 pacientes foram atendidos logo na primeira semana de janeiro, entre crianças e adultos.

"Ao longo das semanas, esse número foi aumentando. Além de moradores, muitos turistas também têm buscado a unidade. Muitos já apresentam sintomas logo no primeiro dia de estadia. Nós temos desenvolvido um plano de tratamento para quem busca a UPA. É importante que o turista tenha cuidado com a alimentação, higienização e hidratação durante a viagem", detalhou Albuquerque.

O secretário de Saúde de Jijoca de Jericoacoara, Ângelo Nóbrega, destacou procedimentos adotados pelos profissionais. "A Secretaria tem orientado a população com palestras e medidas preventivas, como campanhas em estabelecimentos que recebem turistas ou comercializam alimentos", disse.

Alta

Em Juazeiro do Norte, no Cariri, nas três primeiras semanas de janeiro, foram registrados 674 casos de Doenças Diarreicas Agudas (DDA), conhecida erroneamente como "virose da mosca". O número é 26% maior que no mesmo período do ano passado e cresceu, principalmente, na terceira semana, quando 256 casos foram notificados. Porém, a coordenadora de Vigilância Epidemiológica do Município, Evanusia de Lima, acredita que ainda não se trata de um surto pelo número alto de habitantes, que chega a, aproximadamente, 270 mil.

Mesmo assim, a Secretaria da Saúde tem intensificado as orientações quanto às doenças. "Já é rotina o monitoramento da água para consumo humano como uma das alternativas de prevenção", explica. Os agentes de saúde têm visitado bairros reforçando os cuidados com os hábitos de higiene, principalmente na lavagem de mãos, preparo dos alimentos e no uso de água filtrada ou fervida, além do cuidado com o lixo. Já no Crato, em igual período, foram registrados 532 casos, um número mais preocupante, já que o Município possui metade da população de Juazeiro do Norte (135 mil habitantes). Ano passado, 471 casos foram notificados. "Devemos considerar que essa é uma doença sazonal e que nesse período de chuva aumenta a ocorrência de casos", pondera a coordenadora especial de Vigilância em Saúde, Arlene Sampaio.

A preocupação deve continuar até os meses de março ou abril, devido à quadra chuvosa no Estado. No Cariri, ao contrário das outras regiões do Ceará, as chuvas se intensificam mais cedo, de janeiro a abril, enquanto nas demais localidades, o "inverno" se estende até maio. "A Secretaria da Saúde fica alerta para evitar a ocorrência de complicações, como desidratação e desequilíbrio hidroeletrolítico, principalmente em crianças e idosos", completa Arlene.

Em Iguatu, maior cidade da região Centro-Sul, o número de pacientes que procuram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a emergência do Hospital Regional (HRI) com queixa de diarreia, vômito e dor no corpo dobrou neste mês em relação a dezembro passado. A enfermeira da UPA em Iguatu, Luana Soares, disse que, em média, no plantão de 12 horas, o atendimento é de 70 pacientes, mas neste mês chega a 150. "A maioria apresenta queixa de vômito, diarreia, alguns têm quadro de febre alta e dor no corpo", disse.

"Há pacientes de todas as faixas etárias", completou. Na emergência do HRI a movimentação é intensa e o número de pacientes com os sintomas básicos cresceu pelo menos 70%, segundo o serviço de enfermagem da unidade.

"É um problema sazonal, que ocorre nessa época do ano", disse a enfermeira Cláudia Oliveira. "As pessoas precisam ter cuidado com exposição dos alimentos, higiene das mãos e evitar que moscas pousem sobre a comida", concluiu Cláudia.

Já no Sertão Central, foram detectados 447 casos na área da 8ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRES), sediada em Quixadá. Neste Município são 125 confirmações de DDA, o maior número da região. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, representa 6% das ocorrências diários. A UPA tem capacidade para atender 200 pacientes por dia. Por enquanto, o quadro é de normalidade, explica o diretor geral da unidade, Raul Dinelly.

Alerta

Embora seja conhecida como "doença da mosca" ou "virose da mosca", de acordo com a enfermeira Caroline Muniz, técnica do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), o inseto, no entanto, não é o único transmissor dessa virose, notificada como Doença Diarreica Aguda (DDA).

Ela acredita que a virose ganhou este "apelido" devido à época mais chuvosa do ano, onde aumenta a proliferação de moscas. "O que se nota, nesse período chuvoso, é que em alguns locais, você percebe o aumento da proliferação de moscas. E isso pode ter correlação com questões de higiene, cuidados com alimentos. Mas não existe diretamente transmissão do vírus pela mosca", detalha Rui Gouveia.

A doença pode ser transmitida por vírus, bactérias ou parasitas. Tanto a mosca como o rato, a barata, formiga e até mesmo o ser humano podem transmitir esses micro-organismos. Por isso, a higienização correta das mãos e dos alimentos é fundamental para prevenir a DDA.

Muniz adverte, entretanto, que o Estado ainda não atingiu um surto de virose. "Esses casos estão apenas se iniciando no nosso Estado. São 11 mil até a semana passada, mas até o meio do ano deveremos ter mais de dois mil por semana. No ano passado, foram 307 mil no total", finalizou.

Cuidados

Conforme os médicos, o tempo de cura gira entre dois a 14 dias. Para se prevenir, medidas simples podem ajudar, como lavar sempre as mãos, legumes, frutas e verduras e beber bastante água.



Fonte: Diário do Nordeste