}); PORTAL ORÓS: Destaques do Plantão policial no Ceará: Homem é preso suspeito de estuprar a própria filha de seis anos e Homem é executado a tiros dentro de casa

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Destaques do Plantão policial no Ceará: Homem é preso suspeito de estuprar a própria filha de seis anos e Homem é executado a tiros dentro de casa


Homem é preso suspeito de estuprar a própria filha de seis anos
Um homem de 41 anos foi preso sob suspeita de estuprar a própria filha de 6 anos, no bairro Monte Castelo, em Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (10).

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a mãe da criança encontrou um vídeo pornográfico salvo no computador de sua casa e identificou que o companheiro tinha estuprado a própria filha. Ela denunciou o crime para o Conselho Tutelar no dia 5 de abril.

A Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dceca) foi acionada e efetuou a prisão preventiva do agente de saúde nesta quarta. O homem foi levado à delegacia e autuado por estupro de vulnerável agravado pela filiação, que consiste em crime hediondo; e por produção e reprodução de material pornográfico envolvendo criança. As penas para os crimes ultrapassam os 30 anos de prisão.



Homem é executado a tiros dentro de casa


Um homem foi morto a tiros dentro da casa onde morava no cruzamento da Rua Ari Maria com Rua Doutor Fernando Augusto Barbosa, no Bairro Granja Lisboa, em Fortaleza, na noite desta quarta-feira (10).

De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta de cor preta invadiram a residência e atiraram contra Flávio Jonathan Reis de Freitas, de 25 anos, que foi atingido com três disparos e morreu no local.

Conforme os policiais, a residência havia sido invadida por criminosos há cerca de seis meses. Na ocasião, duas pessoas que estavam com Flávio foram baleadas em uma tentativa de homicídio.

Uma das linhas de investigação da polícia é que o crime tenha sido motivado pelo envolvimento da vítima com drogas. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa 

(DHPP).



Fonte: Diário do Nordeste



Nenhum comentário:

Postar um comentário