}); PORTAL ORÓS: Acusados de crimes trocaram tiros com o RAIO de Crato e morreram esta noite

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Acusados de crimes trocaram tiros com o RAIO de Crato e morreram esta noite


Dois jovens acusados de crimes morreram numa intervenção policial por volta das 19h30min desta quarta-feira no município de Crato. A polícia soube que uma dupla armada estava vendendo drogas numa casa na Rua Adalgisa Alves Carvalho do Conjunto Minha Casa Minha Vida no bairro Barro Branco e a equipe RAIO 03 foi averiguar. Os PMs cercaram o imóvel quando duas pessoas saíram correndo pelos fundos da casa empunhando armas e ainda atiraram na direção dos policiais.

Houve revide e ambos saíram baleados, sendo socorridos pela própria polícia quando morreram ao dar entrada no Hospital São Camilo. Carlos Eduardo da Silva Pereira, de 18 anos, o “Carlinhos”, residia no local onde tudo aconteceu e Francisco Joaquim Alves do Nascimento, de 24 anos, o “Fortaleza” morava no bairro Santa Tereza em Juazeiro.

Os “raianos” apreenderam um revólver calibre 38 com duas munições deflagradas e três picotadas e uma pistola calibre 380 tendo cinco munições intactas e uma deflagrada. Na casa, apreenderam 12 trouxinhas de cocaína, seis de crack, 48 gramas de maconha e ali estava a menor de iniciais A. V. S. A., de 16 anos, residente no bairro Pirajá em Juazeiro. Ela foi ouvida como testemunha pelo Delegado de Polícia Civil de Crato, Levi Leal, a quem foram apresentadas, também, as armas, drogas e certa quantia em dinheiro.

“Fortaleza” já tinha sido preso nos meses de fevereiro e abril de 2015 em nossa capital para responder por tráfico de drogas. Já em maio de 2018 voltou a ser preso em Juazeiro, a fim de responder por crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico juntamente com Maria Thatiane dos Santos Oliveira, de 21 anos. Já no último mês de dezembro de “Fortaleza” foi novamente preso com uma moto roubada e respondia por crime de receptação em Juazeiro

Apesar de mais novo, a ficha criminal de “Carlinhos” era bem mais extensa por ter ingressado no mundo do crime com apenas 13 anos de idade. Ele era citado em vários procedimentos que tramitavam em segredo de justiça nas comarcas de Juazeiro e Crato. Além disso, testemunha de portes de arma de fogo e tráfico de drogas por conta de sua menor idade e autor de assalto e lesão corporal em Crato e porte de arma de fogo em Nova Olinda.

Sua primeira prisão aconteceu no dia 10 de março de 2015 juntamente com Ricardo Veridiano Pereira Nascimento, de 28 anos, com 35 gramas de cocaína e R$ 118,00 em dinheiro numa moto Honda de cor preta. Já no dia 21 de julho daquele ano a polícia prendeu Gabriel Rodrigo Leite Cruz, de 21 anos, com três adolescentes estando “Carlinhos dentre esses os quais faziam “dólares” com 160 gramas de maconha para a venda dentro do mato na Rodovia Pinto Madeira em Crato.

No dia 20 de junho de 2016 “Carlinhos” e um comparsa praticavam roubos no centro de Crato quando terminaram apreendidos. Eles tinham acabado de tomar o celular de uma acadêmica da URCA e fugiram, sendo preso perto do Parque da ExpoCrato. Na época, morava na Avenida Perimetral Dom Francisco. Já no dia 4 de maio de 2017 foi apreendido na Rua São Damião (Santa Tereza) em Juazeiro com 35 pedras de crack, quatro dólares de maconha, dois celulares e R$ 518,00 em dinheiro

Já no dia 5 de outubro de 2017, na Rua Antonio Alves Pereira (Bairro Alto da Penha) em Crato, estava com uma trouxinha de maconha. No celular dele tinha uma foto exibindo uma espingarda calibre 12 apreendida na sua casa. A última prisão de Carlinhos foi no dia 16 de maio deste ano junto com Mateus Cândido Pinheiro Brito, de 18 anos, e já morava no Minha Casa Minha Vida. A dupla tinha tentado matar a tiros Cícero Bruno da Silva Lopes, de 23 anos, que foi socorrido pelo SAMU ao hospital.




Por Demontier Tenório - Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário