}); PORTAL ORÓS: Pedreiro que executou jovem em hospital e tentou matar ex-namorada no Ceará é preso em emboscada da polícia

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Pedreiro que executou jovem em hospital e tentou matar ex-namorada no Ceará é preso em emboscada da polícia


A Polícia Civil de Cascavel prendeu, nesta terça-feira (29), um pedreiro que invadiu um hospital, matou um jovem e tentou matar a ex-namorada em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza. O homem foi detido após uma emboscada planejada pela polícia, que simulou um encontro entre o suspeito e a ex-companheira em uma pousada. O comparsa, o vigilante identificado como Raul Matheus, que deu apoio para o assassino também foi preso.

O crime foi registrado no último dia 5 de agosto deste ano. A vítima foi morta ao buscar atendimento médico na recepção da Santa Casa da cidade. De acordo com a polícia, André Carvalho da Silva, 23 anos, foi à unidade depois de ter sido baleado pelo mesmo suspeito momentos antes do homicídio.

A polícia afirmou que o autor dos tiros, o servente de pedreiro, Marden Gabriel Bernardo de Lima, era ex-namorado de uma mulher identificada como Francisca Osnaikia e não aceitava o fim do relacionamento. A jovem passou a namorar a vítima e, com apenas um mês de namoro, o casal foi surpreendido pelo autor dos disparos e o comparsa, em uma estrada, enquanto o casal trafegava em uma moto.

O suspeito atirou na mulher e em André, atingindo ambos pelas costas. Ainda segundo a polícia, mesmo ferida nas costas, ela conseguiu conduzir sua motocicleta até a unidade de saúde, levando o namorado, mas foram perseguidos.

Quando o casal chegou ao hospital, a dupla os abordou novamente. André correu para dentro da unidade, mas foi perseguido por Marden Gabriel, que efetuou um tiro contra ele. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Em seguida, a dupla fugiu sem atentar novamente contra a vida da mulher.

Ciúmes e prisão em pousada
A polícia afirmou para o G1 que o crime foi motivado por ciúmes. A prisão do principal suspeito ocorreu após ele entrar novamente em contato com a ex-namorada. A polícia montou uma tocaia e conseguiu prendê-lo em uma pousada de Cascavel.

O comparsa que dirige a moto confessou o crime dias depois em depoimento à polícia, mas foi liberado. Segundo a polícia, o vigilante participou do crime por existir uma rixa com a vítima.



Por G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário