terça-feira, 31 de março de 2020

Amados irmãos e irmãs, participemos juntos desta celebração em comunhão espiritual. Coloquemos nossas intenções e agradeçamos juntos a Deus por todos os seus benefícios.

Culto de Ensinamento Ao Vivo - 31/03/2020 #Compartilhe Retransmitido pelo Portal Orós

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº. 06/2020


MUNICÍPIO DE ORÓS – CE, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito no CNPJ sob o nº 07.670.821/0001-84, com sede na Praça Anastácio Maia, 40, Centro, CEP 63.520-000, Orós, Ceará, por seu Prefeito Municipal, Simão Pedro Alves Pequeno, CONVOCA os candidatos abaixo relacionados, devidamente aprovados e classificados no Concurso Público, objeto do Edital nº. 001/2019, para contratação, em caráter efetivo, para assunção de cargos junto à estrutura administrativa do Município de Orós, em conformidade com a Lei Municipal nº. 105/2017, de 30 de Junho de 2017, e Lei Municipal Complementar Nº. 03/2019, de 17 de Maio de 2019 c/c Lei nº. 187/2020 de 18 de Março de 2020, ratificado mediante Decreto de Homologação expedido aos 22 de Outubro de 2019 e publicado no dia 23 de outubro de 2019, a comparecerem à sede da Secretaria Municipal de Saúde de Orós, situada na Praça Anastácio Maia, Centro, Orós-CE, no horário das 7h30min às 13h00min, tendo como data limite o dia 03 de abril de 2020, a fim de apresentarem a documentação exigida no Edital do Concurso, necessária ao processo de contratação em seus respectivos cargos. Ficam ainda CONVOCADOS os candidatos abaixo relacionados, após devidamente habilitados, tomarem POSSE nos respectivos cargos de caráter efetivo imediatamente, após assinatura dos termos de posse e exercício, ficando lotados inicialmente na Secretaria Municipal de Saúde, diante da extrema necessidade devido à pandemia provocada pelo COVID – 19, e posteriormente lotados, em definitivo, de acordo com a necessidade das Secretarias Municipais. Será considerado desistente o candidato que não se apresentar ou deixar de entregar a documentação exigida, na forma e prazo estabelecidos.






ORÓS DE CANTOS E ENCANTOS - SANTARÉM

PROGRAMA HORA DA NOTÍCIA COM JOSEMBERG VIEIRA DESTA TERÇA-FEIRA 31/03/20. #Daoplayeassista #Rumoa60k #Compartilhe #Noticia #Jornalismo

COVID-19: NÚMEROS ATUALIZADOS (31/03/2020)




CEARÁ: 

  • NÚMERO DE CASOS CONFIRMADOS: 382

  • NÚMERO DE MORTES:  05



BRASIL: 

  • NÚMERO DE CASOS CONFIRMADOS: 4.661 

  • NÚMERO DE MORTES:  166

Casos de coronavírus no Brasil em 31 de março



As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 10h desta terça-feira (31), 4.661 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil.

Nesta manhã, o governo do Amazonas confirmou a segunda morte no estado. Com isso, chega a 166 o número de mortos pela Covid-19 no país.

São Paulo registra 113 mortes e o Rio de Janeiro tem 18 casos fatais da doença.

A secretaria estadual de Saúde do Rio Grande do Sul a quarta morte no estado. Já o governo de Minas registrou a primeira morte pela doença e o numero de casos chegou a 261. Pernambuco registra mais uma morte e chega a seis no total. Rondônia registrou a primeira morte pela Covid-19. A Bahia registrou o segundo caso fatal da doença na noite desta segunda-feira. Piauí já tem quatro mortos. Santa Catarina confirmou a segunda morte pelo vírus no estado.

O Ministério da Saúde atualizou seus números na tarde de segunda-feira (30), informando que o Brasil tem 159 mortes e 4.579 casos confirmados de coronavírus.


Por G1 — São Paulo

Três mulheres são mortas no Ceará em 24 horas. Total de crimes do gênero chega a 86



Subiu para 86 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2020. Nas últimas 24 horas, ao menos, três mulheres foram mortas em atos de extrema violência. Dois casos aconteceram no interior e o terceiro em Fortaleza. Uma jovem de 24 anos está entre as vítimas. Ela foi executada, a tiros, na noite desta segunda-feira (30), na Capital.

O crime ocorreu por volta de 22 horas, no bairro Couto Fernandes. Moradores da Travessa Castanhola estavam em suas casas, cumprindo a quarentena decretada pelo governo, quando foram surpreendidos por estampidos vindos da rua. Minutos depois, o corpo da jovem Karen Rios de Melo, 24 anos, foi encontrado sem vida e crivado de balas na cabeça, rosto e no peito.

Conhecida na comunidade como “Kaká da Bela Vista”, Karen seria integrante de uma facção criminosa, segundo os moradores, Sua morte teria sido um “acerto de contas” na guerra entre grupos criminosos que atuam naquela região da cidade, entre os bairros Porangabuçu, Bela Vista, Parque Araxá e Couto Fernandes.

Crime em Juazeiro do Norte

Em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri (Sul do estado), uma mulher foi assassinada, a tiros, no bairro Campo Alegre. A diarista Maria Rejane dos Santos, 41 anos,  ex-presidiária, foi executada por dois homens que invadiram sua residência, localizada na Rua Professora Vaneida Soares, na noite do último domingo (29).

De acordo com a Polícia, Maria Rejane tinha uma longa ficha criminal e, atualmente, estava em regime de liberdade condicional, cumprindo medida cautelar através do uso de uma tornozeleira eletrônica, depois de sair da cadeia.

Crime em Iguatu

O terceiro crime foi registrado na cidade de Iguatu, na Região Centro-Sul do estado (a 414Km de Fortaleza). Na tarde desta segunda-feira (30), populares avistaram urubus circulando em um matagal nas margens da Avenida Juscelino Kubitschek, no bairro Esplanada, e logo ficaram curiosos, pois a cena não é comum ali.

Logo, o corpo de uma mulher, em começo de estado de decomposição, foi encontrado e a Polícia Militar acionada.  A mulher estava despida e as roupas rasgadas próximas ao corpo, o que levou a Polícia a acreditar em um crime sexual.

A vítima foi identificada como Sirlânia Ferreira Lima, que estava desaparecida desde a tarde do último sábado (28).  Familiares reconheceram o corpo no local e, em seguida, se dirigiram à Delegacia Regional da Polícia Civil para serem ouvidos em depoimento pelo delegado Ariel Alves, que também esteve no local e acompanhou o trabalho da Perícia Forense (Pefoce).


Por: CN7

Governo do Ceará prorroga suspensão de aulas por mais 30 dias como medida de combate ao novo coronavírus



O governador do Ceará Camilo Santana decretou nesta terça-feira (31) mais trinta dias de suspensão de aulas presenciais em escolas e universidades, já que o prazo do cancelamento anterior está terminando.

Em 16 de março, o governador havia anunciado a suspensão de aulas por 15 dias a partir de quinta-feira (19). Portanto, com a prorrogação de mais 30 dias, as aulas voltam em 4 de maio. O decreto abrange atividades presenciais em escolas, cursos, faculdades, universidades de qualquer natureza, pública ou privada.

No sábado, Camilo havia anunciado que comércio e serviços não essenciais estão proibidos de funcionar até 5 de abril.



Por G1 CE

Sobe para 382 o número de pessoas com coronavírus no Ceará; Beberibe registra 1º caso



Aumentou para 382 o número de casos de coronavírus no Ceará, de acordo com informação repassada pela Secretaria de Saúde. O governador Camilo Santana já havia adiantado o dado durante transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite desta segunda-feira (30).

Do total de casos confirmados no Ceará, Fortaleza teve um aumento para 353 infectados. O município de Aquiraz, na Região Metropolitana, também passou por um acréscimo desde o boletim anterior, indo de 7 para 14 casos. A cidade de Beberibe registrou seu primeiro caso da doença. Os outros municípios que contabilizam contaminados pelo vírus são Caucaia (1), Fortim (1), Itaitinga (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Maranguape (1), Mauriti (1), Quixadá (2) e Sobral (5).

O número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil subiu para 159. Esse foi o maior número de mortes em um dia, segundo dados do Governo Federal. O País registra 4.579 casos confirmados da doença, conforme dados da plataforma do Ministério da Saúde atualizada às 16h50 desta segunda-feira. No balanço do Ministério, o Ceará tem dez casos a menos que o anunciado por Camilo.

Nesta segunda-feira (30), o Sindicato das Escolas de Educação e Ensino da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe-CE) recomendou que as instituições particulares do Estado antecipem as férias do calendário letivo de julho para abril, devido ao "enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19)".

No Estado, o primeiro paciente com coronavírus foi confirmado no dia 15 de março e, cinco dias depois, a Sesa oficializou que o Estado chegou à transmissão comunitária, quando não é possível saber a origem da infecção.

Governo prorroga quarentena

Para tentar frear a transmissão da doença, dentre outras medidas, o governador emitiu um decreto no dia 19 de março restringindo a abertura de espaços como bares, comércios, igrejas e escolas e autorizando somente a manutenção dos serviços essenciais como farmácias, supermercados e hospitais. Neste sábado (28), ele prorrogou o Decreto por mais uma semana, até o dia 5 de abril.

"O atual decreto vale até amanhã à meia-noite e eu, após todas essas reuniões, ouvindo, sei que é importante a preocupação do setor produtivo com a economia, negócios, essa preocupação é nossa também mas nesse momento o que deve prevalecer, e não tenho dúvida que estou tomando a decisão que considero mais correta nesse momento, é proteger o cearense", explicou Camilo Santana.

Além disso, o Estado segue recomendando o isolamento social como forma de barrar a transmissão do novo coronavírus que vem apresentando, apesar das variações, uma curva de contaminação muito alta, com muitos casos confirmados em um curto intervalo de tempo no Ceará.

Fonte: Diário do Nordeste

Brasil tem dia com mais mortes e casos saltam para 4,5 mil



O Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira, que o Brasil teve o dia com mais registros de mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia em território nacional. O balanço divulgado mostra 23 mortes nas últimas 24 horas, chegando ao número de 159 óbitos no total - antes, o recorde diário era de 22 mortes, o que ocorreu tanto no sábado, como no domingo.

Em 24 horas, foram 323 novos casos confirmados, somando agora 4.579. A região Sudeste segue concentrando o maior número de casos confirmados, com 2.507 - ou 55% do total no País. O Nordeste tem 17%, com 790 casos, seguido por Sul (13% - 593 casos), Centro-Oeste (9% - 435 casos) e Nordeste (6% - 254 casos).

Segundo o ministério, esta é a terceira queda consecutiva no balanço diário de novos casos confirmados. No domingo, 353 novos casos haviam sido detectados, ante 487 no sábado e 502 na sexta-feira.

São Paulo segue como o Estado com maior número de casos da doença no Brasil, 1.517, avanço de 4,5% em relação ao dia anterior. O Estado possui ainda 113 mortes provocadas pelo Covid-19. Na sequência, vem o Rio de Janeiro, com 657 casos e 18 óbitos. Segundo o Ministério da Saúde, 14 Estados e o Distrito Federal já contabilizaram mortes por causa da doença.


Terra

Por Redação
Miséria.com.br

Açude Castanhão atinge melhor volume dos últimos quatro anos



As chuvas da primeira metade da quadra chuvosa - que se estende até maio - reanimaram um gigante que há muitos anos estava combalido. Impulsionado pela cheia do Rio Salgado, o Açude Castanhão atingiu ontem (30), 9,83% de seu volume, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Até março deste ano, o maior reservatório cearense já ganhou aporte de 511 milhões de metros cúbicos, o que representa a maior recarga desde 2011, se comparado a igual período. Nos três primeiros meses daquele ano, o Castanhão havia conquistado 875 milhões de m³ de água.

Já em relação ao volume de armazenamento hídrico, o índice atual é o maior desde 2015, quando estava com 22,3%, em igual data. Os números positivos não param por aí. Esta é a primeira vez, em oito anos, que a curva do volume não é decrescente. De 2012 até 2019, o Castanhão acumulou consecutivas perdas, passando de 71,95% para apenas 3,71% em 30 de março de 2019.

Os bons números, segundo Bruno Rebouças, diretor de Operações da Cogerh, podem ser explicados pela boa distribuição das chuvas registradas neste ano no Ceará, diferente do que ocorre historicamente no Estado.

"Nos últimos dois anos, as chuvas ficaram concentradas mais na porção Norte do Estado", justifica Rebouças

As pluviometrias nesta área do Ceará não beneficiam o Castanhão, que fica na Bacia do Médio Jaguaribe.

Para especialistas, a tendência é de que este índice (9,83%) cresça ainda mais ao longo dos dois próximos meses que completam o período da quadra chuvosa no Ceará. "Ainda temos os meses de abril e maio e a previsão é de mais chuva no Cariri. Isto é importante pois o Rio Salgado, que nasce lá, é o principal afluente do Jaguaribe, que por sua vez beneficia o Castanhão", pontua o coordenador do Açude Castanhão, Fernando Pimentel.

A estimativa, segundo ele, é de que o volume no reservatório atinja os 20%. Caso este cenário se confirme, a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e o Médio e Baixo Jaguaribe, "terão mais segurança hídrica" ao longo de todo o ano, acrescenta Pimentel.

Estas três regiões, que aglutinam mais de mais quatro milhões de pessoas, são abastecidas pelo Castanhão. Rebouças ressalta, entretanto, que é preciso cautela e uso consciente da água, pois em algumas regiões, como no Sertão Central e Banabuiú, os açudes ainda não atingiram "um volume confortável".

Importância

Além do abastecimento humano e dessedentação animal, outro papel fundamental do açude, é fomentar a economia regional, favorecendo a pesca artesanal, os projetos de piscicultura - produção de tilápia em tanques-redes - e irrigação nos perímetros Tabuleiro de Russas e Jaguaribe-Apodi, conforme ressalta o secretário Executivo de Recursos Hídricos do Estado, Aderilo Alcântara. Este retrato de retomada hídrica reanima agricultores e piscicultores que extraem, do Castanhão, o sustento das famílias.

O reservatório chegou a produzir 30 mil toneladas anuais de tilápia entre 2009 e 2011. A partir da perda de volume, em 2012, a produção declinou sucessivamente e episódios de mortandade decretaram o fim da atividade da piscicultura em 2019. O piscicultor Francisco Pereira, que há 10 anos começou a atividade no Castanhão, é um dos tantos que se mostram esperançosos. O otimismo demasiado já foi revertido em ações. "Estamos consertando as gaiolas que antes estavam paradas e abandonadas", confessa. Ivo Alves, também piscicultor, projeta dias melhores no horizonte. "Finalmente vamos voltar a trabalhar e ter renda", anima-se.

Obstáculo

Apesar do sentimento consensual de esperança entre os piscicultores, a categoria enfrenta dívidas nos bancos adquiridas com o fim da atividade. A consequência imediata é a suspensão de novos financiamentos o que pode emperrar a retomada da atividade. A queda mensal na renda dos piscicultores pode mensurar o impacto causado pelos consecutivos anos de estiagem que resultaram na diminuição do volume do Castanhão.

A renda média mensal da categoria girava em torno de dois salários mínimos por mês. Nos últimos quatro anos esse rendimento começou a ruir. No ano passado, ele ficou rente ao chão. "Renda zero", acrescenta Ivo Alves.

O prefeito de Jaguaribara, cidade onde o Açude Castanhão foi edificado - embora atinja outros municípios, como Alto Santo, dadas as suas grandes dimensões - reconhece que o retorno da atividade não depende apenas do aporte no reservatório. "Os produtores só poderão retomar a criação de tilápia se houver prorrogação das dívidas e concessão de novos financiamentos para a compra de alevinos e ração", diz o gestor municipal Joacy Alves dos Santos Júnior.

Economia em jogo

A retomada dos tempos áureos da piscicultura não vai gerar benefícios apenas para categoria que conta com cerca de 400 piscicultores (entre pequenos, médios e associados). A secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Aquicultura e Pesca de Jaguaribara, Lívia Barreto, recorda que 80% das atividades econômicas locais dependem da piscicultura.

"Os últimos quatro anos foram horríveis. O impacto na economia foi forte. Tivemos centenas de desempregados e fechamento de lojas", acrescenta. Embora não mensure números, a gestão municipal estima que a queda no comércio local gire em torno de 60%.

Com a projeção de reaquecimento da atividade, Lívia espera uma resposta da economia já no próximo ano. O prefeito Joacy Alves antecipou que aguarda a aprovação de um projeto de lei, encaminhado pelo Executivo estadual, que trata de uma ajuda financeira de R$ 2 milhões para os pequenos piscicultores. "O projeto está em tramitação", adianta Santos.

A categoria dos piscicultores também apresentará, ainda neste primeiro semestre de 2020, pedido de prorrogação dos vencimentos de financiamentos e, também a liberação de novos empréstimos. Ao Governo Federal, os piscicultores vão solicitar a anistia de 90% da dívida atual, cujo montante não foi divulgado. "Vamos agir em duas frentes", explica o prefeito de Jaguaribara, referindo-se ao diálogo futuro com bancos e a União.


Diário do Nordeste

Por Redação
Miséria.com.br

Fevereiro e março têm melhor volume de chuvas dos últimos 34 anos no Ceará



A primeira metade da quadra chuvosa no Ceará registra o melhor volume de precipitações dos últimos 34 anos. Foram 461,7 milímetros (mm) de chuvas nos meses de fevereiro e março. O que representa 43,4% acima do esperado para o bimestre. O Estado superou esse número apenas em 1986, quando as chuvas foram 75,8% acima da normal para o período. As águas que caíram sobre o Estado nesse intervalo já somam 76,9% do esperado para o quadrimestre todo, que compreende os meses de fevereiro, março, abril e maio.

As informações foram extraídas ontem, 30, do Calendário de Chuvas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Isoladamente, fevereiro e março registraram desvio positivo de 62% e 34,2%, respectivamente.

Conforme Raul Fritz, meteorologista da Funceme, o volume de chuvas superou, inclusive, os anos de 2004 e 2009. "O ano de 2004 começou chovendo muito, foi quando o Castanhão encheu e 2009 foi o último ano, mais recente, que choveu bem acima da média", explica.

De acordo com Fritz, o principal fenômeno meteorológico que resultou em chuvas significativas nos primeiros meses da quadra foi a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), característica da estação chuvosa. Os Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis (VCAN), típicos de pré-estação, que corresponde aos meses de dezembro e janeiro, também tiveram influência no bimestre. "Teve, ainda, uma ocasião em que um sistema frontal no sul do Nordeste influenciou na instabilidade atmosférica no sul do Ceará", pontua.

Além do volume acima da média, as chuvas têm sido bem distribuídas entre as regiões do Estado. Todas as oito macrorregiões apresentaram precipitações com desvio positivo em relação a normal para o período em cada área. As macrorregiões do Cariri, Sertão Central e Inhamuns e Jaguaribana, que apresentam histórico crítico com relação ao abastecimento hídrico, receberam os maiores desvios positivos no período. O volume foi 60,8%, 51,4% e 40,8% maior do que a normal em cada macrorregião, respectivamente.

Segundo o meteorologista a boa distribuição das chuvas no território do Estado foi resultado da participação de um conjunto de fatores meteorológicos favoráveis. "Tais como confluência de ventos e concentração de umidade do ar nessas regiões, originando instabilidade atmosférica local que se transformou em nuvens e chuva nessas regiões. Muitas vezes, ocorrendo sob a influência da ZCIT", detalha Fritz.

Ele frisa que o cenário positivo apresentado "até o momento" confirma a categoria mais provável prevista pela Funceme. O prognóstico para os primeiros três meses da quadra indicou 45% de probabilidade de chuvas acima da média, 35% de chances para a categoria em torno da normal e 20% para a categoria abaixo da normal.


Fonte: O Povo

Parada da produção de petróleo no Ceará não deve impactar cidades



O Ceará não deverá sentir um impacto muito grande pela paralisação da produção de petróleo nas plataformas instaladas no Estado. Segundo análise de Irineu Carvalho, consultor econômico da Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece), os valores recebidos pelo municípios cearense pelos royalties do petróleo não têm um peso relevante para a receitas das cidades.

Em 2019, as cidades no Ceará receberam um total de R$ 89,931 milhões do Governo Federal. A preocupação surgiu após a estatal confirmar a paralisação da produção nas plataformas de águas rasas do Ceará, Rio Grande do Norte, Sergipe e no Polo Garoupa da Bacia de Campos.

A estimativa é de 400 pessoas desligadas e mais de 2 mil que compõem a cadeia produtiva afetadas.

Localização e peso

O Estado conta com nove plataformas instaladas em quatro campos de exploração: Xáreu, Atum, Curimã e Espada. A base para as plataformas fica em Paracuru. "Nós temos alguns municípios aqui no Ceará, mas são poucos os que ganham um valor significativo, diferente de Rio de Janeiro ou São Paulo. Não seria uma perda generalizada porque valor no Ceará é insignificante. Enquanto os municípios no Rio de Janeiro receberam R$ 4 bi, no Ceará foram só R$ 89 milhões", disse o consultor.

"Não é um valor muito grande, porque quando você analisa a receita de royalties ela é pequena mesmo nas oito cidades que mais recebem. Não é determinante quando você compara a receita total desses municípios", completou.

Quais cidades recebem

A lista de cidades no Ceará que recebem royalties é liderada por Fortaleza, com R$ 15,762 milhões. Trairi (R$ 9,766 milhões), Paracuru (R$ 2,068 milhões), Paraipaba (R$ 8,040 milhões), Maracanaú (R$ 9,498 milhões), Itapipoca (R$ 10,704 milhões), Icapuí (R$ 8,722 milhões), Aracati (R$ 9,455 milhões) e Amontada (R$ 7,029 milhões) completam a lista.

Municípios cearenses não deverão sentir um grande impacto na receita após a Petrobras suspender a produção de petróleo nas plataformas do Estado, pois valor de repasse é pequeno, diz consultor da Aprece.


Fonte: Diário do Nordeste

Vigilante tem arma roubada em estacionamento de loja de móveis em Fortaleza; vídeo



Um homem foi flagrado por uma câmera de segurança roubando a arma de um vigilante no estacionamento de uma loja de móveis na Avenida Washington Soares, em Fortaleza, na manhã desta segunda-feira (30).

As imagens mostram o momento em que o indivíduo se aproxima do local sem esconder o rosto. Ele aparece com um capacete no braço e momentos depois coloca o equipamento, vai até o vigilante e toma a arma do profissional.

Após a ação, o infrator fugiu. Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada para o local e realizou buscas.

O caso está sob investigação do 4° Distrito Policial (DP).


Por G1 CE

Grupo formado por governadores do Nordeste cria comitê científico para combate ao coronavírus




Foi oficializado na segunda-feira (30) um comitê científico formado por médicos, cientistas, físicos e pesquisadores, com o intuito de auxiliar os governadores dos estados do Nordeste na tomada de decisão sobre as ações de enfrentamento à pandemia causada pelo coronavírus.

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste será coordenado pelo cientista Miguel Nicolelis e pelo físico e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende. A primeira reunião do grupo está marcada para esta terça-feira (31), às 10h. Será um encontro online.

De acordo com o governo da Bahia, idealizador do comitê, Além de Nicolelis e Rezende, a comissão fará reuniões periódicas com autoridades científicas brasileiras e de outros países, a exemplo da Itália, da Alemanha e da China, para discutir soluções na tentativa de frear a disseminação de casos da Covid-19.

Além disso, o comitê emitirá boletins com todos os números da região relativos à doença e divulgará orientações baseadas nas pesquisas realizadas pelo grupo.

Ainda segundo o governo da bahia, o comitê ainda está em formação, mas já possui 13 membros, incluindo um indicado por um dos nove estados do Nordeste, e deve permanecer ativo até o fim da pandemia.

“É uma guerra. Precisamos de apoio científico para vencê-la”, afirmou o governador Rui Costa, presidente do Consórcio Nordeste.

O Consórcio Nordeste foi criado em março de 2019 e prevê o desenvolvimento em diversos projetos, além da parceria econômica, política, infraestrutural e educacional entre as unidades federativas.


Por G1 BA


Governador Camilo Santana anuncia pacote de apoio a empresas do Ceará



O governador do Ceará, Camilo Santana, atendeu a demanda do setor produtivo do estado e anunciou um pacote de medidas de apoio às empresas cearense em meio à crise do coronavírus. A maior parte das medidas são referente às obrigações tributárias com o Governo do Estado. A informação foi confirmada pelo governador em transmissão pelo Facebook nesta segunda-feira (30).

As medidas anunciadas por Camilo Santana são:


  • prorrogação do prazo por 90 dias para empresas se adequarem à documentação de ações fiscalizatórias por 90 dias;
  • suspensão da necessidade de pagamento do refinanciamento por impostos atrasados pelas empresas por 90 dias;
  • extinção do pagamento Fundo de Equilíbrio Fiscal por 3 meses;
  • prorrogação da validade das certidões negativas por 90 dias, para que empresas possam participar de licitações;
  • prorrogação da apresentação de obrigações acessórias das empresas por 90 dias;
  • suspensão de inscrições na dívida ativa do Estado por 90 dias, para que as empresas evitem problemas fiscais;
  • e a prorrogação por 90 dias dos regimes especiais de tributação.

O Estado ainda dispensou o pagamento de impostos por parte das micro e pequenas empresas do Simples Nacional ao Governo do Estado por 90 dias. A medida, no entanto, ainda precisa de uma autorização da gestão nacional do Simples, segundo o governador do Ceará.

"Isso tudo é para ajudar a garantir os negócios no Ceará e garantir os empregos das pessoas que trabalham no Estado. Muitas empresas já estão negociando com os funcionários e isso é fundamental, pois esse é um momento de união para protegermos o Emprego", disse Camilo Santana.

Decreto fecha comércio
O pacote de benefício é uma forma de amenizar os impactos negativos da crise do coronavírus no Ceará, que ocorre também no Brasil e no mundo. Um decreto assinado pelo governador proíbe o funcionamento do comércio não essencial no estado.

Número de casos de coronavírus no Ceará por dia

Com a determinação, empresas como lanchonetes, lojas de shoppings e outros serviços não essenciais estão parados.

O decreto que fecha o comércio é uma forma de tentar conter o avanço da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. O Ceará tem mais de 380 casos confirmados da doença e cinco óbitos em consequência do novo vírus. Em todo o Brasil, são mais de 150 mortes e mais de 4 mil casos confirmados.


Por Samuel Quintela, G1 CE

Polícia Civil apreende 183 frascos de álcool em gel com suspeita de adulteração em Quixadá, no Ceará



A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) apreendeu 183 frascos de álcool em gel com suspeita de adulteração, que vinham sendo comercializados na cidade de Quixadá, no sertão central do Ceará. O caso foi registrado no último sábado (28), mas o resultado da ofensiva de combate à venda irregular do produto foi divulgado somente nesta segunda-feira (30).

De acordo com a investigação policial, todo o material apreendido - 122 vasilhames de um litro de álcool em gel e 61 frascos de 30 ml cheios - foi posto nas prateleiras do comércio local por meio de uma fábrica de cosméticos que havia sido fechada pela PCCE, no último dia 27 de março, em Aracati, no litoral cearense. Na ocasião, o proprietário do estabelecimento e o químico responsável pela fórmula foram autuados em flagrante.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, como forma de proteger a população, a Polícia Civil ainda procura outros estabelecimentos que comercializem álcool em gel com a composição adulterada.

Em meio à pandemia do novo coronavírus no mundo, o uso do produto vem sendo indicado pelos órgãos de saúde para higienização quando não houver água e sabão à disposição. Daí a alta procura pelo item.

Denúncias
A Secretaria da Segurança solicita que a população contribua com as investigações, repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3445-1047, da Delegacia Regional de Quixadá, ou para o WhatsApp da unidade policial pelo número (88) 98821-6771. O Governo do Estado afirma garantir o sigilo e o anonimato.


Por G1 CE

Ceará registra casos de policiais militares afastados das funções por causa do novo coronavírus




O afastamento de policiais com sintomas relacionados ao novo coronavírus é uma realidade vivida na Polícia Militar do Ceará (PMCE). O Comando Geral da PMCE afirma que já há PMs de licença médica por apresentar problemas ligados a síndromes respiratórias. Até então, de acordo com o Comando, não há um levantamento de quantos militares se encontram nesta condição.

O comandante-geral da PMCE, coronel Alexandre Ávila, garante que apesar das licenças, "não há comprometimento de policiamento no Ceará". Ainda segundo o coronel, todos os casos vêm sendo acompanhados pela Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa da PMCE.

Plano de combate
Há três dias. a Promotoria de Justiça Militar e Controle Externo da Atividade Policial Militar do Ministério Público do Ceará (MPCE) recomendou ao comando da PMCE que fosse apresentado um plano de combate ao novo coronavírus no âmbito da instituição. Consta no documento que a recomendação é feita para garantir a saúde dos profissionais, das famílias deles e evitar uma possível redução do efetivo operacional durante a pandemia.

O titular da Promotoria da Justiça Militar, Sebastião Brasilino de Freitas, afirma que a recomendação do MPCE veio após o órgão receber reclamações pontuais por parte de militares que não se sentiam devidamente protegidos em meio à disseminação do Covid-19.

A orientação ainda inclui a necessidade do Comando em avaliar a concessão de dispensar e afastar dos serviços militares estaduais, principalmente aos que pertencem ao quadro de saúde da corporação.

Alexandre Ávila pontua que desde o dia 17 de março a Polícia Militar do Ceará adotou um plano de contingência. O coronel garante que os policiais estão recebendo as devidas orientações e que o plano vem sendo cumprido.

"Primeiro, estão sendo distribuídos material de proteção aos PMs da Capital. Aguardamos chegar mais material, como máscara e luvas. A higienização das viaturas já era uma coisa feita rotineiramente. Já percebemos menor movimentação nas ruas, mas ainda há aglomerações na área da periferia. O atestado não está sendo exigido e vem sendo feito um acompanhamento do policial à distância, sendo sempre verificado o estado de saúde deste servidor", disse o comandante-geral da PMCE.

Situação no Ceará
O número de casos de novo coronavírus no Ceará é de 382, de acordo com o governador Camilo Santana. Até a segunda-feira, cinco pessoas haviam morrido em decorrência da doença.

O informe epidemiológico da Secretaria da Saúde desta segunda-feira registrou 353 casos do total em Fortaleza. Outros 11 municípios cearenses também já contabilizam detectados com a doença. São eles: Aquiraz (14), Beberibe (1), Caucaia (1), Fortim (1), Itaitinga (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Maranguape (1), Mauriti (1), Quixadá (2) e Sobral (5).

Até esta segunda-feira o Ceará conseguiu realizar 4.996 exames para a detecção da enfermidade. Destes, 2.698 não testaram positivo para o novo coronavírus. Outros 1.903 ainda aguardam o resultado, somando-se os testes realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (LACEN) e por laboratórios particulares.


Por G1CE

segunda-feira, 30 de março de 2020

Açude Arneiroz II está a menos de 2 metros da sangria; Várzea do Boi passa dos 11 milhões de m³



Os dois maiores açudes públicos da Região dos Inhamuns tiveram aporte hídrico significativo durante o final de semana, segundo informações repassadas pela Cogerh e Dnocs, respectivamente.

Arneiroz II

O reservatório aumentou 71 centímetros nas últimas 48h e o volume passou de 142,425 milhões de m3(75,88%), para 155,270 milhões de m3(82,72%). O aporte foi de 12,845 milhões de m³.

Segundo o gerente regional da Cogerh de Iguatu, Anatarino Torres, faltam 1 metro e 69 centímetros para o reservartório sangrar.

A água já se aproximou da parede do sangradouro do açude.

O volume total do manancial é de 187,7 milhões de m³.

Várzea do Boi

O maior açude de Tauá, com capacidade para 54 milhões de m³, aumentou seu volume para 11 milhões 256 mil 200m³, segundo o gerente local do Dnocs em Tauá, Tontonho Lins. Na última sexta-feira,(27), o reservatório tinha 6 milhões 429 mil m³.

O açude Favelas acumulava na manhã de hoje(30), em torno de 2 milhões de m³. A empresa contratada pelo Dnocs deve concluir a instalação da comporta até o final dessa tarde.


FONTE: Repórter Wilrismar Holanda

Foto: Gilson Oliveira

SEGUNDA 30 2 AÇUDE ORÓS

PROGRAMA HORA DA NOTÍCIA COM JOSEMBERG VIEIRA DESTA SEGUNDA-FEIRA 30/03/20. #Daoplayeassista #Compartilhe #Noticia #Jornalismo



Fique bem informado! WhatsApp do povo: (88) 9.9422 – 0106 Participe!

DESTAQUES DE HOJE:

- Veja como está o açude Orós com 7.84 cm.
- Mulher é morta a facadas pelo ex-namorado diante dos filhos na cidade do Cedro.
- Dois casos de suicídio por enforcamento neste fim de semana em nossa região.
- ATENÇÃO: dono das cabras do bairro São Geraldo prenda os bichos.
- Ceará tem 5ª morte confirmada por coronavírus.

Seja o nosso repórter envie sua matéria (88) 9.9422.0106 - SIGA, CURTA, COMPARTILHA! OBRIGADO.

Instagram Josemberg Vieira: https://instagram.com/josembergvieira
Canal Josemberg Vieira: www.youtube.com/Josembergoros
Canal do Portal Orós: https://www.youtube.com/…/UCiypqX4tErKL…
Reprise às 18:00 hrs na Guassussê FM
Página Nossa Palestina

GOVERNO MUNICIPAL DE ORÓS PRORROGA AS MEDIDAS ADOTADAS NO DECRETO N°. 119/2020, DE 19 DE MARÇO DE 2020, E ALTERAÇÕES POSTERIORES, AS QUAIS CONTINUAM NECESSÁRIAS PARA O ENFRENTAMENTO DO AVANÇO DO NOVO CORONAVÍRUS NO MUNICÍPIO DE ORÓS E NO ESTADO DO CEARÁ


CONSIDERANDO o disposto no Decreto n.º 116/2020, de 17 de março de 2020, que decretou situação de emergência em saúde no âmbito municipal, seguindo o Decreto Estadual nº. 33.510 de 16 de março de 2020, dispondo sobre uma série de medidas para enfrentamento e contenção da infecção humana provocada pelo novo coronavírus;

CONSIDERANDO que, por meio do Decreto Municipal nº. 119/2020 de 19 de março de 2020, que seguiu o Decreto Estadual n°. 30.519, de 19 de março de 2020, essas medidas iniciais de combate à pandemia, a partir de critérios técnicos e científicos, foram intensificadas em todo o território municipal, a exemplo do estadual no intuito da promoção do isolamento social da população, como melhor alternativa para evitar o avanço da doença, protegendo a vida de todos, em especial daqueles que integram seu grupo de risco;






Twitter apaga, pela 1ª vez, postagens feitas pelo presidente Jair Bolsonaro



Pela primeira vez, o Twitter apagou, na noite deste domingo (29), postagens feitas pelo presidente Jair Bolsonaro. A empresa considerou que dois tuítes violavam as regras de uso da rede.

Os posts eram de vídeos do tour que o presidente fez neste domingo no Distrito Federal, contrariando seu próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que recomendou que as pessoas ficassem em casa como medida de enfrentamento ao coronavírus.Nas filmagens, Bolsonaro cita o uso de cloroquina para o tratamento da doença e fala sobre o isolamento social.

Em um dos posts, em Taguatinga, ele conversa com trabalhadores informais, escuta críticas à quarentena, concorda com a cabeça, e diz que o medicamento está dando certo.No outro, em Sobradinho, o presidente entra em um açougue, fala com funcionários, projeta o desemprego que o isolamento social pode causar e, de novo, cita o remédio.

Foi a primeira vez que o Twitter apagou postagens do presidente do Brasil. Antes dele, apenas tuítes do ditador da Venezuela, Nicolas Maduro, tinham sido apagados, considerando chefes de Estado.

Na semana passada, como mostrou o Painel, a empresa apagou tuítes do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que utilizavam fora de contexto um vídeo antigo do médico Drauzio Varella sobre a crise do coronavírus.
Procurado, o Twitter enviou seu posicionamento por meio de uma nota.

"O Twitter anunciou recentemente em todo o mundo a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir Covid-19. O detalhamento da ampliação da nossa abordagem está disponível em nosso blog", afirmou.

A hidroxicloroquina entrou no debate da pandemia de coronavírus desde que o presidente americano Donald Trump levantou a possibilidade de o remédio ser eficaz para a Covid-19, no dia 19 de março. A fala provocou corrida às farmácias, deixou pacientes sem o medicamento e levou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a proibir a exportação e a venda sem receita no Brasil.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tem lidado com o assunto com cautela. "Continuamos com indícios [de eficácia contra o novo coronavírus]. Foram poucos pacientes, não sabemos se o medicamento foi decisivo ou não." Ele também pediu para as pessoas não usarem o medicamento. "Esse medicamento tem efeitos colaterais intensos e não devem ficar na casa para serem tomados sem orientação médica. Vão fazer uma série de lesões [se automedicando]. Leiam a bula, não é uma Dipirona."

Ao mesmo tempo, o Ministério da Saúde anunciou que vai começar a distribuir 3,4 milhões de unidades de cloroquina e hidroxicloroquina aos estados para uso em pacientes com quadro grave pelo novo coronavírus em um protocolo experimental. Nesta quinta (26), o governo federal zerou as tarifas de importação da cloroquina e da hidroxicloroquina, originalmente usados por pacientes com malária, lúpus e artrite.

Em relação aos tuítes com vídeo antigo de Drauzio Varella, a gravação havia sido feita em janeiro e tecia comentários sobre aquele momento da crise, quando ainda não existiam casos de contaminação de coronavírus no Brasil. No vídeo de janeiro, o médico dizia que estava levando a vida normalmente e que não havia motivo para pânico. No entanto, Flávio Bolsonaro e Salles compartilharam o vídeo nos últimos dias, sem contexto, levando seus seguidores a acreditarem que Varella estava comentando a situação atual da crise no país.

Diário do Nordeste

Por Redação
Miséria.com.br

Mulher é morta a facadas pelo ex-namorado diante dos filhos na cidade do Cedro

Mais um caso de feminicídio é registrado no Ceará, elevando para 81 o número de mulheres mortas no estado em apenas três meses (incompletos) de 2020. Uma dona de casa de 36 anos, foi morta a golpes de faca diante de seus três filhos na cidade do Cedro (a 420Km de Fortaleza). O crime aconteceu no fim de semana e o suspeito do crime está foragido.

O assassinato de Cícera Helen Almeida de Oliveira ocorreu na tarde do último sábado, no bairro Alto do Padeiro, na periferia da cidade. De acordo com as primeiras informações colhidas pela Polícia Militar no local do crime, no momento em que era esfaqueada, a mulher pedia socorro aos filhos. Um deles, de 9 anos, fugiu de casa e pediu socorro aos vizinhos.

No entanto, quando os moradores entraram na casa, se depararam com o corpo da mulher em meio a uma poça de sangue e os dois filhos chorando junto da mãe morta. A PM compareceu rapidamente ao local e isolou acena do assassinato para preservar o trabalho da Perícia.

O corpo de Cícera foi encaminhado ao Núcleo Regional da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) na cidade de Iguatu.

Procurado

O suspeito do crime foi identificado como Raimundo Ventura da Silva, ex-namorado da mulher. Ele fugiu do local deixando a faca que usou para matá-la. Inspetores da Delegacia Municipal de Polícia Civil do Município do Cedro e da Delegacia Regional de Iguatu estão em diligências junto com a PM para tentar prender o assassino. 

O assassinato ocorrido em Cedro no fim de semana fez subir para 81 o número de mulheres mortas no Ceará neste ano, e o 21º do mês. Veja  a seguir a lista das vítimas de março:

MARÇO

01 (01/03) – Ana Cristina Victorino Campos, 29 (bala) – (GUARAMIRANGA)

02 (02/03) – Maria Williane Rocha, 32 (bala) – B. Padre Andrade (CAPITAL)

03 (02/03) – Vítima não identificada (achado) – B. Vila União (CAPITAL)

04 (02/03) – Isabelle Alves Silveira, 15 (bala) – Sítios Novos (CAUCAIA)

05 (02/03) – Célia Sousa Cruz, 47 (faca) – (SOBRAL)

06 (08/03) – Adriana Jardim de Araújo, 48 (pauladas) – B. Mondubim (CAPITAL)

07 (09/03) – Antônia Tayná Raulino de Andrade, 30 (bala) – B. Nova Cigana (CAUCAIA)

08 (10/03) – Emily Vitória da Silva Lucas, 17 (bala) – Rua Agamenon/Vila Peri (CAPITAL)

09 (10/03) – Marília Gabrielly Ferreira Ribeiro, 17 (bala) – Malvinas/ Quintino Cunha (CAPITAL)

10 (11/03) – Maria Rita Kaillane Pereira da Costa, 17 (bala) – Vila São Jerônimo (GUAIÚBA)

11 (11/03) – Dandara Monteiro da Silva, 18 (bala) – (GUAIÚBA)

12 (12/03) – Maria de Fátima Rodrigues de Sousa, 30 (bala) – (TAMBORIL)

13 (13/03) – Lisandra Araújo de Souza, 24  (bala) – Rua 115, Conjunto Timbó (MARACANAÚ)

14 (13/03) – Adriane Pinheiro Tavares, 19 (bala) – Fortaleza/AIS-2 (CAPITAL)

15 (14/03) – Clara Fernanda Mendes Duarte da Silva, 18 (bala) – (MARANGUAPE)

16 (15/03) – Yasmim Silva Ribeiro, 14 (bala) – (CAUCAIA)

17 (18/03) – MarIa Eliene Santos de Sousa, 14 (bala) – Loc. Córrego Novo (ACARAÚ)

18 (19/03) – Edileuza Farias da Silva, 53 (facadas) – Parque Guadalajara (CAUCAIA)

19 (22/03) – Byana Beatriz de Sousa Oliveira, 22 (bala)  – Bairro Campo Novo (QUIXADÁ)

20 (23/03) – Maria Elizângela Freitas Lopes, 39 (bala) – Sede (PENTECOSTE)

21 (28/03) – Cícera Suelen Almeida de Oliveira, 36 (facadas) – B. Alto do Padeiro (CEDRO).




Por : Fernando Ribeiro Ceará News 7