}); PORTAL ORÓS: Força Tática atuará em Orós e mais 13 cidades da região

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Força Tática atuará em Orós e mais 13 cidades da região


Foi concluído o X - Curso de formação da Força Tática no 10° Batalhão/ Iguatu que tem a frente o Major Fábio Erick, que ficará no comando do grupamento de militares. Foram selecionados 40 policiais entre as 15 cidades, que atuaram no efetivo de forma estratégica, com informações de inteligência e no combate a crimes violentos. A equipe trabalhará em forma conjunta com as forças policias locais, BPRAIO, COTAR, BATALHÃO POLICIAMENTO EM ÁREAS DE DIVISAS e os demais agentes públicos.

O curso foi ministrado pelo Batalhão de Choque, na coordenação do Capitão David e tendo à frente o 2º Ten. Jair Feitosa articulador operacional da Força Tática. O COTAM nos treinamentos em patrulhamento urbano e o COTAR com patrulhamento rural.

 Treinamento


A preparação dos agentes para a Força Tática foi baseada na doutrina de abordagem da PM de São Paulo. O treinamento buscou trabalhar as técnicas de abordagem e enfrentamento de grupos organizados, tráfico ilícito de drogas e substâncias entorpecentes, além de combater a mancha criminal nas áreas em que se observa um agravamento no número de ocorrências.

A função do novo agrupamento é intervir em situações de alto risco no enfrentamento a grupos ou indivíduos, quando o policiamento originário não for suficiente para enfrentar a ocorrência.

A força Tática atuará na área do 10º Batalhão, nas unidades de Iguatu, Icó e Várzea Alegre, onde atenderá as seguintes cidades:

1ªCIA/IGUATU: Iguatu, Acopiara, Jucas, Saboeiro, Quixelô e Tarafas.

2ª CIA/ ICÓ: Icó, Baixio, Ipaumirim, Umarim e Orós.

3ªCIA/VARZEA ALEGRE: Várzea Alegre, Cedro, Lavras da Mangabeira e Granjeiro.



O comandante geral adjunto da Polícia Militar, CEL. Adriano Soares, ressaltou que a nova corporação está capacitada para atender a qualquer demanda para a garantia da segurança pública.

"É uma regeneração, uma implementação nova, em que os grupamentos vão atuar nas áreas relacionadas aos crimes violentos, letais e patrimoniais. O intuito é reduzir o índice de homicídios e combater o crime organizado. Durante o treinamento, as aulas decorriam até de madrugada, os policiais se dedicaram além dos seus limites para, durante o emprego, corresponderem nessa luta", destacou o comandante..

Nenhum comentário:

Postar um comentário