}); PORTAL ORÓS: Polícia de Araripe prende outros dois acusados de matar comerciante num assalto

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Polícia de Araripe prende outros dois acusados de matar comerciante num assalto

A polícia de Araripe prendeu mais dois e já são quatro presos acusados de envolvimento num latrocínio ocorrido na noite do último sábado (21) numa loja de celulares e relógios que funciona no centro da cidade. Francisco Samuel Nascimento Silva e Pedro Pereira Leite, ambos de 18 anos e residentes no Distrito de Morais na zona rural de Araripina (PE) estavam refugiados na casa de comparsas em Petrolina (PE), onde foram presos na madrugada desta quinta-feira.

Ao contrário da dupla presa na noite de terça-feira, eles confessaram envolvimento no crime e nem poderia ser diferente. Com Samuel e Pedro, a patrulha comandada pelo Sargento Bento encontrou cinco relógios e quatro aparelhos celulares da loja e de pessoas que se encontravam no estabelecimento, além de um revólver calibre 38 municiado que pode ter sido a arma com a qual a comerciante Rita Orlanda da Silva, de 37 anos, foi assassinada.

A polícia de Araripe ofereceu uma resposta rápida para a sociedade em relação ao crime que causou grande repercussão no Cariri, mas, segundo o Sargento Bento, só vai parar quando prender o quinto acusado. Já hoje cedo forma feitas diligencias para checar informações passadas pela dupla presa no Pernambuco. Na noite de terça-feira, a polícia já tinha prendido Antonio Antoniel da Silva, de 25, o "Nenê", e Francisco Eduardo Nunes, de 20 anos, o “Dudu”.

Esses dois também nasceram em Araripina, mas moram no Distrito de Dom Leme em Santana do Cariri e foram presos numa casa na Serra da Perua em Araripe. Apesar da negativa de autoria, “Nenê” e “Dudu” foram reconhecidos por vítimas que se encontravam no estabelecimento comercial na noite do crime, além de semelhanças com as imagens da câmera de segurança da loja assaltada. Ambos já possuem vasta ficha criminal no Pernambuco e no Ceará ao contrário de Samuel e Pedro.




Por Demontier Tenório - Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário