}); PORTAL ORÓS: Polícia indicia 'Zé do Valério' por tentativa de estupro e roubo cometidos antes de assassinato de universitária no Ceará

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Polícia indicia 'Zé do Valério' por tentativa de estupro e roubo cometidos antes de assassinato de universitária no Ceará



A Polícia Civil indiciou nesta quinta-feira (1°) José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, por tentativa de estupro e roubo qualificado em 2014. Ele é acusado de assassinar a universitária Danielle Oliveira, de 20 anos, na cidade de Pedra Branca em abril deste ano.

De acordo com o Delegado Regional de Iguatu, Marcos Sandro, a moto roubada para fuga do crime contra a universitária foi roubada em 2014. Segundo o delegado, em 2014, Zé do Valério morava no Sítio Jequi do Boa Vista, em Quixelô, e usava o nome falso de Antônio Pereira.

No dia 16 de outubro de 2014, o suspeito abordou duas jovens que trafegavam em uma moto e as arrastou para o matagal.

"Em seguida as amarrou, depois começou a praticar atos libidinosos, beijando, acariciando, tentando tirar as roupas delas. Como houve reação da parte das duas, ele não conseguiu cometer o ato e fugiu levando os bens das vítimas e a moto de uma terceira pessoa para quem ela trabalhava. Na época foi registrado um boletim no município de Quixelô e na época não conseguiu localizar o acusado", explicou o Delegado.

Reconhecimento através das mídias
Ainda de acordo com o investigador, após o crime cometido em Pedra Branca no dia 25 de abril, uma das vítimas reconheceu Zé do Valério como sendo o Sr. Antônio e entrou em contato com a Polícia Civil da cidade de Pedra Branca.

"A delegada de Pedra Branca entrou em contato comigo, instauramos o inquérito para apurar os fatos, foram ouvidas o proprietário da fazenda que ele trabalhava na época, foram ouvidas as jovens e o dono da moto. Todos reconheceram o Zé como o Antônio. Nós finalizamos o inquérito por crime de tentativa de estupro com roubo qualificado", explicou o agente.

Ainda segundo o investigador, Zé do Valério negou os crimes cometidos em 2014 e apenas confirmou que morava no sítio na época na cidade de Quixelô.


Por G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário