}); PORTAL ORÓS

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Homicídio a bala na Rua São José em frente a praça em Orós na noite desta terça-feira 12/11/19. A vítima identificada como sendo Toinho Bravo, nossos sentimentos aos familiares neste momento de dor que DEUS conforte o coração de todos.

HORA DA NOTÍCIA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA 12/11/19 – ORÓS E REGIÃO EM NOTÍCIA COM JOSEMBERG VIEIRA.

Meningite provocou 38 óbitos no Ceará em dez meses



O Ceará registrou, de janeiro ao dia 12 de outubro, 38 mortes relacionadas à meningite. Há três meses, até 13 de julho, haviam sido contabilizadas 27 mortes por conta da enfermidade. Os dados são da planilha de doenças de notificação compulsória elaborada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), que também revela 356 casos notificados da doença, no mesmo período - até julho, eram 260 casos.

Os óbitos se referem a duas classificações da enfermidade. A Doença Meningocócica (DM), transmitida por bactéria e que apresenta maior taxa de letalidade, vitimou 16 pessoas. Já a categoria "outras meningites", que podem acontecer em decorrência de vírus e fungos, foi responsável por 22 mortes no Estado, em 2019.

Óbitos

No caso da DM, foram 12 mortes em Fortaleza; Aquiraz, Maracanaú, Iguatu e Caririaçu tiveram uma ocorrência cada. Já com "outras meningites", foram seis mortes em Fortaleza. Outras 14 cidades também relacionaram óbitos em decorrência da doença. Conforme o Ministério da Saúde, a meningite é considerada endêmica, ou seja, "casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais".

A meningite tem transmissão aérea, e seus agentes etiológicos se espalham mais facilmente em ambientes fechados, por tosse ou espirro. Segundo a Secretaria da Saúde do Estado, a meningite causada por fungo e vírus geralmente apresenta casos menos graves. Quando é transmitida por bactéria, tem maior risco de óbito ou sequelas, como convulsões, surdez, perda de memória, falência nos rins, acidente vascular cerebral (AVC) e outros graves danos cerebrais.

Um boletim epidemiológico da Pasta explica que, mesmo quando a doença é diagnosticada precocemente e um tratamento adequado é iniciado, entre 5% e 10% dos pacientes não resistem e vêm a óbito, normalmente, 24 ou 48 horas após o surgimento dos primeiros sintomas. Sem tratamento, até 50% dos casos podem resultar em morte.

Sintomas

Os principais sintomas incluem febre alta repentina, dor de cabeça e na nuca, rigidez no pescoço e vômito. Também podem aparecer náuseas, convulsões, sonolência ou dificuldade para acordar, sensibilidade à luz, falta de apetite e manchas ou rachaduras na pele. Bebês recém-nascidos podem apresentar moleira elevada e inquietação.

De acordo com o Ministério da Saúde, todas as faixas etárias podem ser acometidas pela doença, mas o maior risco de adoecimento está entre crianças menores de cinco anos, e especialmente as menores de um ano de idade. Por isso, indica que manter a caderneta de vacinação em dia é a forma mais eficaz para a prevenção. O Programa Nacional de Imunização oferta quatro tipos de vacina - BCG, pentavalente, meningocócica C e pneumocócica v-10 - que protegem contra a doença.

Novo método

Para o infectologista pediátrico Robério Leite, do Hospital São José, o número não está fora do esperado no ciclo histórico epidemiológico no Estado. Entretanto, afirma que o número pode estar relacionado a uma nova técnica para identificação dos agentes causadores das meningites, desenvolvida no fim do primeiro semestre do ano. "Faz uma diferença grande no ponto de vista de controle e para saber mais sobre nossa realidade", afirma.

O infectologista reforça a importância da imunização, sobretudo em crianças nos primeiros dois anos de vida, o grupo com mais casos. "Única forma efetiva é essa, que tem impacto de saúde pública, como houve no País, como um todo e aqui também", explica Robério Leite.


Com informações de Lindomar Rodrigues

Diretor acusado de causar demissão ao vivo na Globo é demitido de afiliada no Ceará



Diretor Institucional do Sistema Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará, o executivo Paulo César Norões foi demitido nesta segunda-feira (11) do cargo na emissora cearense. A informação foi confirmada pelo Observatório da Televisão com diversas fontes. Norões ficou mais conhecido em fevereiro deste ano, por ser acusado de assediar moralmente o jornalista Kaio Cezar, que pediu demissão ao vivo no Globo Esporte Ceará, após não suportar mais humilhações do então executivo.

Segundo apurou a reportagem, quem também foi demitida do Sistema Verdes Mares foi a sua esposa, a jornalista Simone Morais. Simone foi, por anos, apresentadora de telejornais e atualmente tinha um programa semanal na TV Diário, emissora local que pertence ao sistema afiliado da Globo.

Equipes de limpeza já esvaziaram a sala de Norões, com ordens de seus superiores. Norões estava no comando de todo o Sistema Verdes Mares desde o início da década. Na emissora, trabalhava fazia mais de três décadas, sendo o primeiro apresentador do Globo Esporte no Ceará.

Procurado oficialmente pela reportagem, o executivo não se pronunciou até o fechamento. Após a publicação da matéria, o Sistema Verdes Mares confirmou o fato. “Comunicamos hoje que o Sr. Paulo César Norões não faz mais parte do Sistema Verdes Mares. Agradecemos ao Sr. Paulo César Norões por sua contribuição durante os 30 anos em que trabalhou conosco e desejamos sucesso em sua trajetória”, diz o comunicado do Sistema Verdes Mares.

Executivo teria causado pedido de demissão ao vivo que gerou processo milionário contra Globo



Paulo César Norões foi o centro de uma polemica com o narrador Kaio Cezar, até então apresentador da TV Verdes Mares, afiliada da Globo no estado. No dia 15 de fevereiro, ele pediu demissão ao vivo no Globo Esporte por conta de humilhações que sofria nos bastidores. “Não abro mão do respeito para trabalhar em lugar nenhum”, disse Kaio no pedido polêmico.

Segundo Kaio, Norões o desrespeitou várias vezes profissionalmente e pessoalmente. O executivo nunca se pronunciou na imprensa sobre o fato. Mas em seu Instagram ele chegou a enviar indiretas para o narrador. Hoje, Kaio Cezar trabalha com transmissões na internet e em uma TV local de Fortaleza.

Por conta da celeuma, Kaio Cezar processou o executivo, o Sistema Verdes Mares e a Globo, pedindo uma indenização de R$ 3,6 milhões por conta de todos os transtornos causados. O processo está correndo na Justiça. Ele segue sem previsão de julgamento.

Após a demissão de PC Norões se tornar pública através de reportagem do Observatório da Televisão, Kaio Cezar postou uma mensagem enigmática no Instagram, falando sobre Justiça divina: “Pode se fazer de doido, espernear, cercar-se de babões e capachos, bancar o injustiçado, mas não tem jeito: a justiça de Deus é implacável”.

Por: Observatorio da Televisão

Artur de Acopiara é nome certo no elenco do Palmeiras em 2020



Às vésperas do final do ano, há um reforço certo no planejamento do Palmeiras para 2020: o jogador acopiarense Artur, atacante emprestado ao Bahia, retornará ao clube em janeiro.

Ao longo desta temporada, o jogador de 21 anos se destacou a ponto de receber sondagens de clubes do exterior e de ser convocado para amistosos pela seleção brasileira olímpica.

Até a metade do ano, não havia certeza sobre o futuro do jogador. Neste momento, porém, já se trata de um nome certo no planejamento da diretoria palmeirense para a pré-temporada, que terá a disputa do Torneio da Flórida, nos Estados Unidos.


Com informações de Lindomar Rodrigues

Homem em situação de rua é espancado na Praia de Iracema, no Ceará



Um homem em situação foi espancado na Praia de Iracema, em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (11), por um grupo que chegou ao local em um carro.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima de aproximadamente 35 anos, sem identificação, estava dormindo próximo a um carrinho de reciclagem, em uma calçada, quando foi atacado por dois suspeitos.

Segundo a polícia, após a agressão o homem andou cerca de um quarteirão e meio, até a Praça Verde, onde pediu ajuda em uma cabine policial.

Uma equipe do Samu foi acionada para o local e socorreu a vítima, levando-a para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da capital. Ninguém foi preso e a motivação segue desconhecida para a polícia.

Com informações de Lindomar Rodrigues

Bolsonaro edita medida provisória que extingue o DPVAT a partir de 2020



O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nesta segunda-feira (11) a edição de uma medida provisória que extingue o seguro obrigatório DPVAT e o DPEM a partir de 2020. O primeiro indeniza vítimas de acidente de trânsito e o segundo vítimas de danos causados por embarcações.

"A Medida Provisória tem o potencial de evitar fraudes no DPVAT, bem como amenizar/extinguir os elevados custos de supervisão e de regulação do DPVAT por parte do setor público (Susep, Ministério da Economia, Poder Judiciário, Ministério Público, TCU), viabilizando o cumprimento das recomendações do TCU pela SUSEP", informou o governo em nota.

O anúncio foi feito em cerimônia no Palácio do Planalto de lançamento de programa que tenta estimular a contratação de jovens. A medida provisória, porém, não está relacionada ao programa.

A medida provisória que acaba com o DPVAT e com o DPEM entra em vigor assim que for publicada no "Diário Oficial da União". Porém, se não for aprovada pelo Congresso em 120 dias perde a validade.

Sobre o seguro DPEM, o governo diz não haver seguradora que o oferte e que o mesmo está inoperante desde 2016.

Porém, relacionado ao DPEM, "há o Fundo de Indenizações do Seguro (FUNDPEM), cujo responsável é a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF) e tem por objetivo indenizar os acidentes causados por veículos não identificados e inadimplentes".

De acordo com a Seguradora Líder, gestora do DPVAT, no primeiro semestre de 2019 foram pagas:


  • 18.841 indenizações por morte;
  • 103.068 indenizações por invalidez permanente;
  • 33.123 indenizações para despesas médicas.

De acordo com o governo, a medida não vai desamparar os cidadãos em caso de acidentes, já que o Sistema Único de Saúde (SUS) presta atendimento gratuito e universal na rede pública.

"Para os segurados do INSS, também há a cobertura do auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, auxílio-acidente e de pensão por morte. E mesmo para aqueles que não são segurados do INSS, o Governo Federal também já oferece o Benefício de Prestação Continuada – BPC, que garante o pagamento de um salário mínimo mensal para pessoas que não possuam meios de prover sua subsistência ou de tê-la provida por sua família, nos termos da legislação respectiva", afirma o governo.

Os acidentes ocorridos até 31 de dezembro ainda seguem cobertos pelo DPVAT, de modo que a atual gestora do seguro, a Seguradora Líder, continuará até 31 de dezembro de 2025 responsável pelos procedimentos de cobertura dos sinistros ocorridos até 31 de dezembro de 2019.

Após o dia 31 de dezembro de 2025, a União sucederá a seguradora nos direitos e obrigações envolvendo o DPVAT.

Segundo o governo, o Consórcio do DPVAT contabiliza um total de R$ 8,9 bilhões; sendo que o valor estimado para cobrir as obrigações efetivas do seguro até o fim de 2025 é de aproximadamente R$ 4,2 bilhões.

"Quanto ao valor restante, cerca de R$ 4,7 bilhões, para o qual não há previsão de pagamento de indenização, será destinada, em um primeiro momento, à Conta Única do Tesouro Nacional, sob a supervisão da SUSEP, em três parcelas anuais de R$ 1,2 bilhões, em 2020, 2021 e 2022. Tais parcelas são suficientes para compensar as estimativas de repasse ao SUS e ao Denatran, em atendimento ao art. 14 da Lei de Responsabilidade Fiscal", explica o governo em nota.

O governo afirma que, caso a seguradora Líder não esteja atendendo aos interesses públicos na defesa dos recursos remanescentes do DPVAT, a Susep deverá transferir as pendências para outra administradora.

Em 2019, o valor a ser pago pelo seguro DPVAT varia de R$ 16,21 (automóveis e camionetas ​​particulares /oficiais, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional, táxis, carros de aluguel e aprendizagem) a R$ 84,58 no caso de motos e similares.

Por lei, o DPVAT protege motoristas, passageiros e pedestres em caso de acidente de trânsito em todo o território nacional. As indenizações podem ser requeridas em casos de: morte, invalidez permanente ou para pagamento de despesas médicas suplementares.

No ano passado foram arrecadados R$ 4,6 bilhões com o seguro obrigatório DPVAT. Do valor arrecadado:


  • 45% foram usados no financiamento do SUS: R$ 2,1 bilhões;
  • 5% foram usados pelo Denatran para financiamento de programas de educação no trânsito: R$ 233,5 milhões;
  • 50% foram usados para pagamentos de prêmios do DPVAT: R$ 2,3 bilhões.
  • Também em 2018, de acordo com a seguradora Líder, foi pago um total de R$ 1,9 bilhões em 328.142 indenizações. Foram identificados também 11.898 casos de fraude no seguro. De 2008 a 2018, o Fundo Nacional de Saúde (do SUS) recebeu R$ 33,3 bilhões do DPVAT.


Por Ana Krüger e Marcelo Parreira, G1 e TV Globo — Brasília

Gata de estimação é levada por casal que arrombou apartamento em Fortaleza



Um casal morador de um condomínio no Bairro Amadeu Furtado, em Fortaleza, teve o apartamento arrombado, a gata levada e os pertences roubados na manhã desta segunda-feira (11), após os suspeitos, um homem e uma mulher, entrarem no prédio alegando interesse em ver os apartamentos vazios e depois saírem com pertences das vítimas afirmando à zeladora do local que estavam ajudando na mudança de um primo. A polícia foi até o imóvel, mas ninguém foi identificado ou preso.

“Meu namorado que estava em casa, mas tinha saído para cortar o cabelo na hora. Tinha entrado um casal e outras duas pessoas alegando que iam fazer a mudança. Arrombaram o cadeado e a fechadura do apartamento dele e de um vizinho”, conta uma das vítimas, que prefere não se identificar.

Os suspeitos levaram a gata de estimação do casal. A zeladora do edifício viu quando um deles saiu com o animal nos braços e entrou no carro, um veículo sedan de cor cinza, levando ainda outros pertences como uma TV, notebook, um dispositivo de Chromecast, mochila, perfumes importados e um leitor de livros digital.

A vítima do roubo afirma que um dos policiais que esteve no apartamento falou sobre caso semelhante ocorrido no Bairro Parquelândia, naquela região, há cerca de uma semana.

Em nota, a Secretaria da Segurança do Ceará confirma que foi registrado um boletim de ocorrência sobre o crime. "Após as oitivas, a Polícia Civil agora requisitará imagens de câmeras de segurança do local, que auxiliem na identificação dos autores do crime", completa.

Gata de estimação
A prioridade dos moradores é encontrar a gata de dois anos que adotaram em um parque. “Ela é muito dócil, muito próxima. Dorme com a gente na cama, é nosso respiro em casa. Não era de raça. É só um pouco assustada”, diz o dono do animal.

Suspeito tentou intimidar zeladora
Um dos suspeitos entrou no prédio após perguntar para a zeladora o valor de aluguel no imóvel. Como já havia um casal avaliando um apartamento vazio, a funcionária permitiu que o rapaz entrasse para ver o local.

Ao entrar, ele encontrou com uma moça que já estava no interior do prédio. A moça subiu para o apartamento das vítimas, enquanto o rapaz ficou próximo à zeladora “puxando conversa”.

“Na hora que fui chamar uma moradora lá, a moça ficou lá em cima fazendo a “mudança” e ele ficou direto no meu pé pra eu não falar nada. Aí chamei um senhor lá e pedi um copo d’água, aí ele veio e pediu um copo de d’água também. Só vendo se eu ia falar alguma coisa”, relata a funcionária, que não quis ter o nome identificado.

A imobiliária confirmou às vítimas que um casal havia se cadastrado para realizar visita a um apartamento vazio na manhã desta segunda. Esse casal, conforme relembra a zeladora, teria saído antes da dupla suspeita do roubo.

O tutor do animal e morador do apartamento invadido disse ainda que quando o contrato de aluguel foi fechado havia um sistema de segurança no imóvel, no entanto, segundo ele, foi retirado sem aviso aos moradores. “A imobiliária simplesmente removeu toda essa parte do sistema de segurança”, reclama.


Por G1 CE

Foragido da Justiça pula muro e invade escola municipal na Grande Fortaleza



Um homem foragido com extensa ficha criminal foi preso após invadir a escola municipal Noélia Alencar, localizada no Bairro Conjunto São Miguel, em Caucaia, na Grande Fortaleza. Funcionários presenciaram, durante o horário letivo desta segunda-feira (11), o momento em que o rapaz entrou na sala da secretaria escolar e trancou-se no banheiro dos professores. A Polícia Militar foi acionada e prende o rapaz.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, Paulo Victor Ferreira de Sousa, de 23 anos, que já responde por homicídio, tentativa de homicídio, lesão corporal dolosa e posse irregular de arma de fogo, pulou o muro do colégio para não ser preso pelos policiais.

"Pânico total. Tinha criança desesperada. Teve funcionário que foi ao posto verificar a pressão pois estava passando mal", conta uma professora da escola, que preferiu não se identificar. Ela trabalha há cinco anos na instituição e presenciou toda a movimentação do suspeito.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Caucaia informou que a instituição dispõe de vigilantes. Esclareceu ainda que, a escola não teve as aulas canceladas e que ninguém ficou ferido no episódio.

Paulo Victor foi conduzido ao 18º Distrito Policial, onde foi constatado no sistema que ele tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio. O mandado foi cumprido e ele se encontra agora à disposição da Justiça.


Por G1 CE

Congresso promulga hoje a reforma da Previdência



Está marcada para hoje (12), às 10h, no Senado, a sessão solene de promulgação da reforma da Previdência. Ela foi aprovada no dia 22 de outubro e sua promulgação dependia de o presidente de Senado, Davi Alcolumbre, marcar a data. A proposta de emenda à Constituição (PEC) foi aprovada por 60 votos contra 19. Com a reforma, o governo espera fazer uma economia de cerca de R$ 800 bilhões nos próximos dez anos.

Comandada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e apoiada por Alcolumbre e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a reforma ganhou fôlego após tentativa frustrada do governo anterior. Foi quase um ano de negociações e tramitação até ser aprovada em definitivo. Outros projetos relacionados à Previdência, no entanto, ainda tramitam no Congresso.

A chamada PEC Paralela, aprovada no Senado em primeiro turno na semana passada, traz alterações, como a inclusão de servidores estaduais e municipais na reforma. Ainda hoje, a PEC paralela pode avançar no Senado com a votação dos destaques e, a depender da celeridade dos trabalhos, com a sua votação em segundo turno.

Outro projeto propõe alterações na aposentadoria dos trabalhadores que realizam atividades perigosas. Essa matéria, que conta com o apoio da base do governo e também de integrantes da oposição, deve começar a tramitar no Senado nas próximas semanas.



Com informações de Agencia Brasil

Governo tem expectativa de gerar 1,8 milhão de empregos com programa



O Contrato Verde e Amarelo, lançado nesta segunda-feira (11) pelo governo, tem a expectativa de gerar cerca de 1,8 milhão de empregos de até 1,5 salário mínimo até 2022. O público-alvo são jovens entre 18 e 29 anos que não têm experiência formal de trabalho.

O pacote de medidas prevê, entre outros pontos, a flexibilização do trabalho aos sábados e domingos e a desoneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para empregadores. Segundo o governo, com o pacote haverá redução em cerca de 30% dos custos para o empregador.

Juventude

O pacote de medidas para a juventude determina que as empresas que aderirem ao programa poderão ter até 20% de seus funcionários nessa modalidade. Os novos contratos poderão ser firmados de 1º de janeiro de 2020 até e 31 de dezembro de 2022.

O prazo dos contratos será de até 24 meses, mesmo que o final do contrato ultrapasse a data de encerramento do programa. Ao final de cada ano, haverá um acordo extrajudicial de quitação de obrigações.

As empresas que aderirem ao Contrato de Trabalho Verde e Amarelo ficam isentas da contribuição previdenciária, do salário-educação e da contribuição social destinada ao Sistema S.

O empregador poderá acordar com o trabalhador a contratação de seguro privado de acidentes pessoais, com cobertura para morte acidental, danos corporais, estéticos e morais, no tocante ao pagamento de adicional de periculosidade.

O empregado receberá mensalmente o pagamento imediato, além do equivalente ao pagamento do proporcional a 1/12 do décimo terceiro salário e das férias, com acréscimo de um terço.

Projeto-piloto

O Secretário Especial de Trabalho, do Ministério da Economia, disse que a iniciativa é um projeto-piloto, por isso o governo focou na faixa da juventude, por ser a mais vulnerável ao desemprego. “Esse programa é um piloto e por tal tivemos que fazer uma opção”, disse.

Segundo Marinho, o impacto fiscal das desonerações para o empresariado será de cerca de R$ 10 bilhões. “O custo da desoneração ao longo de cinco anos é em torno de R$ 10 bilhões e a compensação é em torno de R$ 11 bilhões a 12 bilhões”, disse.

Seguro-desemprego

Entre as medidas que vão gerar essa compensação para os cofres do governo está a alteração nas regras do seguro-desemprego. A metodologia proposta pelo governo prevê que quem receber o seguro deverá pagar uma contribuição mínima para o INSS de 7,5%. Como contrapartida, o governo propõe contar o período do seguro-desemprego para a aposentadoria.

“As cinco parcelas mínimas do seguro-desemprego seriam contadas como período passível, ao longo de 30 anos de trabalho laboral, seria contado como contribuição”, disse Marinho. “Vamos levar o seguro-desemprego para fins de contagem para aposentadoria”.

Trabalho aos domingos

O pacto do governo também propõe alterar a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para permitir o trabalho aos domingos e feriados. A proposta de mudar a CLT chegou a constar na Medida Provisória da Liberdade Econômica, mas foi derrubada no Senado.

Pela proposta, quem trabalhar aos domingos ou em feriados tem direito ao seu repouso semanal remunerado compensatório em qualquer outro dia da mesma semana.

A intenção do governo é que essa autorização não tenha que passar mais pelos acordos trabalhistas. O governo acredita que, com a alteração, 500 mil empregos serão gerados na indústria e varejo até dezembro de 2022.

Microcrédito

O pacote de medidas também inclui outros pontos, como o incentivo ao microcrédito. A proposta é endereçada para as pessoas de baixa renda. Estimativa do governo diz que apenas 6,7 milhões de um total de 38,6 milhões de indivíduos do Cadastro Único do governo para os programas sociais possuem empréstimos ativos e que, entre a população que recebe até 1 salário mínimo por mês, os tomadores de crédito representam 11%.

O pacote prevê a revisão de regras para que o microcrédito alcance 10 milhões de pessoas que não possuem conta bancária, o que, segundo o governo, colocaria R$ 40 bilhões disponíveis para crédito.

Outra frente é a da reabilitação profissional. Uma das propostas visa reinserir no mercado de trabalho 1 milhão de pessoas afastadas por incapacidade. De acordo com o governo, hoje menos de 2% das pessoas que recebem benefício por incapacidade são reabilitadas no Brasil.

Também haverá o incentivo para a contratação de pessoas com deficiência, visando o preenchimento de mais de 380 mil postos de trabalho.


Com informações Agência Brasil.

Jovens torturadas e mortas desapareceram após terem saído de festa na Beira-Mar



A Polícia Civil, através do seu Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), já tem pistas para desvendar o mistério em torno do assassinato das duas jovens, cujos corpos foram encontrados com marcas de tortura e tiros, na manhã de domingo (10), na zona Sul de Fortaleza.  As duas garotas eram moradoras do bairro Vicente Pinzón, na zona Leste, e desapareceram depois de terem participado de uma festa em uma barraca na Beira-Mar.

Ontem à tarde (11), os corpos das duas garotas foram oficialmente identificados e reconhecidos por familiares no necrotério da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Luana Lucas Ribeiro e Kaiane Andrade Santana, ambas de 16 anos, saíram do Vicente Pinzón, no sábado à noite, para a festa numa barraca na Praia de Iracema e depois desapareceram. No dia seguinte, os corpos foram localizados em um matagal próximo ao cruzamento das avenidas I e H do José Walter, nas cercanias do Condomínio Cidade Jardim II.

De acordo com a Perícia Forense, nos corpos das duas garotas havia sinais visíveis de torturas, além dos ferimentos a tiros. Uma das jovens morreu de joelhos. Ambas foram atingidas com tiros na cabeça, o que caracterizou a execução sumária. Havia marcas de espancamento nos braços e pernas e cabelos cortados.

As famílias receberam a autorização para o sepultamento ainda na tarde de ontem. Kaiane era filho do presidente da Associação dos Jovens do Vicente Pinzón e foi enterrada, por volta de 15 horas, no Cemitério São João Batista, no Centro de Fortaleza. Já a família de Luana informou que ela seria sepultada no cemitério público da cidade de Amontada (a 154Km de Fortaleza).

Facções?

As duas jovens eram vizinhas e amigas. Kaiane fazia um curso para se tornar cabeleireira. Luana havia parado de estudar , mas planejava retornar aos estudos em 2020.  As duas costumavam sair juntas, mas não revelaram para as famílias nenhum tipo de ameaça. Contudo, moravam em uma área da cidade onde há uma intensa rivalidade entre as facções criminosas GDE (Guardiões do Estado) e CV (Comando Vermelho). 

A Polícia acredita que, pelas características como o crime foi praticado, não há dúvidas de que o duplo assassinato foi praticado por bandidos de facções.  O crime está sendo  apurado pela  equipe de delegado, inspetores e escrivães da 9ª Delegacia do DHPP.



Por: CN7