}); PORTAL ORÓS: Após STF negar recurso, Moro já pode determinar prisão de Lula

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Após STF negar recurso, Moro já pode determinar prisão de Lula



O juiz federal Sérgio Moro já pode expedir, a qualquer momento, o mandado de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar o habeas corpus de Lula. O assunto entrou na pauta do Bate Papo Político desta quarta-feira, 5, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 103.4 – Expresso Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior).

Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida debateram sobre o impacto da decisão do STF. Para Beto Almeida, contudo, Moro dificilmente vai pedir a prisão de Lula antes de esgotados todos os recursos que a defesa do ex-presidente ainda tem no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre.

A própria assessoria do TRF-4 afirma que a expedição do mandado de prisão por Moro deve aguardar o julgamento do embargo do embargo, cujo prazo final para apresentação é o próximo dia 10, às 23h59min. A espera, porém, não é obrigatória.

O jornalista Luzenor de Oliveira explicou aos ouvintes, no entanto, que esse último recurso não muda o resultado do julgamento – o ex-presidente foi condenado pelo Tribunal a 12 anos e um mês de prisão -, mas apenas “ganha tempo” para o ex-presidente. O acórdão da decisão foi publicado, e os embargos de declaração foram negados. O embargo do embargo é considerado meramente protelatório pelo próprio TRF-4.

Com a decisão do STF, uma possível candidatura à Presidência da República de Lula agora está praticamente descartada. O PT, como destacou Luzenor e Beto, agora trabalha para ter um outro candidato para disputar o pleito em outubro, em virtude do ex-presidente já admitir que não deve conseguir se candidatar. O nome do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, é o mais cotado.


www.cearaagora.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário