}); PORTAL ORÓS: Deu no Diário Centro Sul: Moradores de Orós ao lado do segundo maior reservatório do Ceará sofrem com falta de água há mais de 20 dias

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Deu no Diário Centro Sul: Moradores de Orós ao lado do segundo maior reservatório do Ceará sofrem com falta de água há mais de 20 dias

Moradores da cidade de Orós, no entorno do segundo maior reservatório do Ceará, sofrem há mais de 20 dias com a falta de água. Muitos estão indo retirar água no reservatório, que acumula atualmente 6,7% de sua capacidade, utilizando carros e motos, enchendo tambores.

               As famílias estão revoltadas. Os bairros mais afetados são o Mutirão Welington Júnior, Alto São José, Bom Jesus, Fátima e São Geraldo são os mais atingidos. “Nós estamos pedindo socorro”, disse o radialista, Josemberg Vieira. “A água é pouca, não tem força para chegar nas áreas mais altas”.

               Os moradores estão indo coletar água das casas de ruas em áreas mais baixas. “Todos os dias a gente enfrenta esse sufoco porque a água não chega nas torneiras”, disse a dona de Casa, Francisca Custódio. “Isso é um absurdo, mas a conta chega todos os dias”. As famílias estão revoltadas e consideram um ‘desrespeito a crise de desabastecimento em Orós’.

              Na rua Cícero do Monte, os moradores flagraram um cano da rede de abastecimento de água da Cagece derramando água, furado, há pelo menos cinco dias.





Cagece esclarece

Sobre falta d’água em Orós, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que foi ocasionada devido ao baixo nível do manancial que abastece o município, o açude Orós, que atualmente encontra-se com apenas 6,8% de sua capacidade de armazenamento.

Para garantir a continuidade do abastecimento na cidade, a Cagece está instalando nova bomba de captação no local, com maior potência e vazão.  Com a melhoria, hoje a Cagece está abastecendo a cidade com vazão reduzida e passará a abastecer normalmente a partir do dia 9/11, data em que a companhia finaliza o serviço de instalação da nova bomba.
Na oportunidade, a companhia orienta que a água seja consumida de forma responsável, privilegiando o consumo humano e as atividades essenciais.

Sempre que houver ocorrência de desabastecimento, a Cagece orienta aos clientes que entrem em contato com a companhia pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece Mobile (disponível para Android e iOS) ou por meio da Gesse, a assistente virtual da companhia, que atende pelo site www.cagece.com.br.


Fonte: Diário Centro Sul Honório Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário