terça-feira, 15 de junho de 2021

Casos de violência contra idosos aumentam 62% no Ceará nos cinco primeiros meses de 2021



As denúncias de violência contra idosos no Ceará cresceram 62,7% nos cinco primeiros meses de 2021, em relação ao mesmo período do ano passado. Conforme a Delegacia de Proteção ao Idoso e Pessoa com Deficiência (DPIPD), de janeiro a maio deste ano, foram registrados 97 inquéritos policiais na unidade especializada da Polícia Civil, já no mesmo período de 2020, houve o registro de 58 procedimentos.

Nesta terça-feira (15), é celebrado o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa. A data tem o objetivo de promover debates e ações de prevenção contra os diversos tipos de agressões sofridas pela população idosa.

Para a delegada da DPIPD, Ana Paula Barroso, o aumento do número de denúncias tem relação com a conscientização da população.

"Cada vez mais a gente tem essa conscientização do cidadão na necessidade de ser chamado a corresponsabilidade para denunciar. É de suma importância que a gente conclame ao cidadão para que ele não seja complacente com essa violência, que ele seja chamado a contribuir no combate e também na perspectiva de evitar novas ações delitivas", disse a delegada.

Entre as principais denúncias no Estado estão negligência, maus-tratos, violência física, psicológica, patrimonial e abandono.

Segundo Ana Paula, um dos crimes mais denunciados em Fortaleza é o crime de violência financeira contra o idoso. "É quando aquele cuidador, aquele filho apropria-se ou desvia recursos financeiros ou patrimoniais do idoso. Por exemplo, aquela aposentadoria que deveria ser revertida para o proveito da pessoa idosa, ela é desviada na sua finalidade, causando prejuízo ao idoso", explica a titular da delegacia especializada.

Ainda conforme a delegada, as penas dos crimes contra a pessoa idosa podem variar de dois meses a 12 anos. "O Estatuto do Idoso ele traz, pelo menos, 14 tipos penais, com penas que variam de dois meses até doze anos, então não há situação de impunidade, há uma situação em que há sim uma responsabilidade criminal", afirma.


Denúncias

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), a população pode denunciar crimes de violência contra idosos e pessoas com deficiência pelo número da unidade policial (85) 3101-2496 ou pelo e-mail dpipd@policiacivil.ce.gov.br.

As denúncias também podem ser direcionadas para o Disque 100, o Disque Direitos Humanos, que funciona diariamente, 24 horas por dia. As ligações são gratuitas e podem ser feitas de todo o Brasil, de qualquer telefone (fixo ou celular).

Outros números para denúncias são o 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou o (85) 3101-0181, o número de WhatsApp do serviço, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.


Por G1 CE


Nenhum comentário:

Postar um comentário