sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Fortaleza tem alerta crítico na ocupação de leitos de UTI para Covid, diz Fiocruz



A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou uma nota técnica nesta quarta-feira (12), na qual consta a cidade de Fortaleza com alerta crítico na ocupação de leitos de UTI para pacientes adultos com Covid-19. Segundo a entidade, 88% dos leitos disponíveis estão ocupados, o que requer atenção das autoridades sanitárias.

A ocupação dos leitos de UTI no estado do Ceará está em alerta intermediário, com 68%, de acordo com a Fundação.

Nesta semana, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a abertura de 452 leitos de UTI e enfermaria para atendimento de pacientes com síndromes gripais decorrentes de Covid-19 ou Influenza. O número de pessoas requerendo atendimentos no SUS vem subindo desde o fim de dezembro de 2021.


Capitais com alerta crítico:

Fortaleza (88%)

Recife (80%)

Belo Horizonte (84%)

Goiânia (94%)


Estados com alerta crítico ou intermediário:

Pernambuco (82%)

Pará (71%)

Tocantins (61%)

Piauí (66%)

Ceará (68%)

Bahia (63%)

Espírito Santo (71%)

Goiás (67%)

Distrito Federal (74%)


A Fiocruz aponta que o patamar de leitos disponíveis atualmente é diferente do verificado em 2021, mas alerta para o crescimento nas taxas de ocupação diante da "ampla e rápida proliferação da variante ômicron no Brasil".

A entidade afirma, porém, que "menções a um possível colapso no sistema de saúde, neste momento, são incomparáveis com o que foi vivenciado em 2021". Os números de internações, conforme a Fiocruz, são "predominantemente" menores do que os maiores índices do ano passado.

"Consideramos fundamental ratificar a ideia de que temos um outro cenário com a vacinação e as próprias características das manifestações da Covid-19 pela ômicron. Por outro lado, não podemos deixar de considerar o fato de a ocupação de leitos de UTI hoje também refletir o uso de serviços complexos requeridos por casos da variante Delta e casos de Influenza", ressaltam os pesquisadores da Fundação.


Por g1 CE


Nenhum comentário:

Postar um comentário